Páginas

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Superstições, uhmmmmm


Estou na véspera do novo ano, e ouço muita gente a falar de superstições...
Falam de rituais desta noite e que mais um ano os realizarão,
falam de coisas que devemos fazer para dar sorte,
falam do que não devemos fazer... enfim.

Sou sincera, não tenho nenhum ritual para esta noite, nem acredito nada em superstições, para mim tem de ser uma noite com amigos, festa, música, dança, gargalhadas, brilho, alguns brindes....

Mas lembro-me de um ritual da minha avó todos os anos quando eu era mais pequena e passava o ano novo com a família (a minha avó partia a loiça velha que tinha em casa e substituía por nova no ano que começava).

Bem, estes anos mais recentes e este ano faz sentido sim, uma noite
Mas este ano, convenceram-me com tanta superstição e vou inovar...
Vou dormir a primeira noite em lençois novos, vou comer as 12 passas (mas eu não gosto lá muito das passas, vamos ver!) com 12 desejos e vou ter o cuidado de vestir um cueca de determinada cor.
Pronto!
Se não me posso queixar dos meus anos vividos, este ano que vém ainda há-de ser melhor :P


Bom ano a todos...

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Auto-conceito

Todas as pessoas têm espelhos em casa e ocasionalmente observam-se e auto-criticam-se, é uma actividade que constitui a nossa crítica, da mesma forma que contribui de uma forma positiva ou negativa para a construção do nosso auto-conceito (auto-imagem + auto-estima).É comum que as pessoas, até de uma forma intencional se observem em casa e que de alguma forma se achem um pouco mais fora de forma, ou um pouco menos elegantes....

Já ouvi muita gente dizer que os espelhos das lojas dos provedores de roupa, são detentores de uma capacidade ilusória e sinceramente começo a acreditar que sim! E se esses espelhos estão lá, então as pessoas quando se observam no espelho das lojas, com a roupa à venda, por exemplo, acabam por pensar. "uhmmm fica-me bem, pareço mais magra, mais elegante, bem vou levar esta comigo!

Será uma boa táctica de venda? Pois! E depois quando chegam a casa e se olham novamente ao espelho? Nunca te aconteceu gostar de uma coisa na loja e depois em casa já não gostares assim tanto? Quantas vezes comprastes e depois não te apetece usar mais? Pois.

Nem é só isso... é uma forma de iludir as pessoas. Mas comigo, o pior que sinto às vezes, é chegar a um local destes e ao olhar achar-me demasiado magra, ou demasiado alta....lol

Não sei.... gosto mais dos espelhos de casa...

Sendo ou não diferentes... não sei bem!

2009---» 2010 (Figueira da Foz)

Agora já me garanti, que vou estar presente no jantar, pela primeira vez vou saltar de ano com os meus amigos de Coimbra. Depois de um jantar teremos a primeira noite do ano, toda para nós, para viver intensamente da forma como pretenderemos viver o resto do ano novo :P

Tive de optar mais uma vez em trabalhar ou passar este momento na vossa companhia e tal como no Natal não foi dificil escolher....
Eu até poderia fazer suplicios,
se podesse de alguma forma estar a garantir um futuro,
se pretendesse criar uma boa reputação,
se o dinheiro deste dia fosse de alguma forma mesmo essencial...
Mas neste momento a instabilidade profissional está segura...
e sinceramente ainda sou demasiado nova
para pensar no dinheiro que não vou ganhar nesta noite,
ou no dinheiro que evitava gastar nesta noite.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Aguardo o dia em que entrarás na minha porta e eu não vou corar...
aguardo o dia em que olharei para ti de forma segura...
aguardo o dia em que te ouvirem e responderei sem voz trémula...


Não sei se irei alcançar algum dia...
Mas hoje senti que estou muito longe.


):

e esforço-me para me mostrar bem...
esforço-me para estabelecer uma conversa estável...
esforço-me para te entender e me sentir entendida...
mas as conversas pairam sempre no gozo e na brincadeira...
...

esforço-me para que te sintas acolhido...


[falo em ir para a Madeira, mas acredita que não é a distância que eu procuro... ]

domingo, 27 de dezembro de 2009

Balançando e Expectativando....

Está a chegar o fim de ano, e claro que eu faço um balanço de como foi o ano de 2009
foi sem dúvida um grande ano.
Neste ano conheci novas pessoas, fiz novos amigos, consolidei amizades,
neste ano mais uma vez percebi que a vida é feita para viver, todos os momentos da forma como nos surgem, sem tentar mudá-los, ou pensá-los demasiado...
Houve um dia deste ano que acordei cheia de vontade de dançar, estava a acabar um estagio e ia começar uma nova época de aulas. Da mesma forma sentia que tinha também de começar uma nova era na minha vida, e deixar certos sentimentos para trás, porque me corrompiam todos os dias.... e Neste dia dancei --» lembro-me da música da lambada. Ganhei mais confiança e segurança em mim e disse para mim mesma: "vou deixar as pessoas entrar na minha vida, não as vou afastar ou impedir... chega de me sentir presa a este sentimento"
E FOI NESTE MESMO DIA, que determinada pessoa entrou na minha vida, de uma forma súbtil, foi entrando, e foi tão gradual de dia para dia, que quando me dei conta tinha conseguido ter alguém na minha vida...
Actualmente nem falo contigo, nem sei se estás bem, vejo-te de vez em quando no contexto Noitada ou como estes dias no Fórum...
é engraçado como num ano uma pessoa pode ser tanto para nós e acabar o ano como sendo apenas uma boa recordação...
Neste ano percebi também que a vida passada mal resolvida vem sempre um dia pedir um retorno... Fui capaz de atropelar um passado sentido, deixando-me levar por outra pessoa, pensei que seria a minha oportunidade de fugir a esse passado...
E realmente no momento eu achava que sim... Tinha conseguido...
Mas confesso que neste fim de ano estou a sentir todo o mal que me fiz a mim em passar para trás uma parte da minha vida, uma parte do que sentia... e neste momento essa vida voltou.... e o que sentia também e de uma forma muito mais eruptiva... Como se estivesse fechado a fervelhar á espera de um momento para saltar a tampa... e neste momento fervilha e não tenho mão .... e crio expectativas, e fico mesmo ansiosa quando penso que a vida poderá estar a dar-me agora sim, a minha unica oportunidade....
E da mesma forma, tenho o mesmo comportamento e a mesma atitude de antes e nada faço para mudar.... Mas agora quero começar o ano de 2010 de uma forma genuína de bem comigo... e sei que para isso terei de resolver este passado e olha que eu estou a tentar e vou continuar a tentar mas parace que o tempo não me dá a circunstância que procuro....
Este ano foi também um ano de conquista, acabei o meu curso e fiz todos os meus familiares um pouco mais felizes, especialmente o meu pai e a minha mãe... que mais do que felizes se sentem realizados, orgulhosos, confiantes...
Vivi uma época menos boa depois de acabar o curso á procura de um trabalho, e hoje que trabalho, o que parecia muito tempo á procura nem me parece muito, talvez até tenha sido útil para estar um pouco de volta nas minhas raízes e sentir o que pretendo da minha vida. Actualmente estou a trabalhar na cidade que pensei que tinha ficado na recordação, na saudade e neste momento vivo um bónus de uma vida que vivi durante 4 anos.
Sei que não estou estável neste momento, mas também sei e agora percebo que o importante é não desistir e tentar sempre porque um dia chegamos lá e conseguimos o que menos esperamos.
Foi um ano como sempre que aproveitei o que tinha para viver, o que a vida me dava ou o que eu via a vida dar-me... Dei-me ás pessoas que gosto, recebi muito das mesmas... e chego a um final de ano e desejo um ano novo como este que vivi...
teve altos e baixos... mas no fundo foi um ano que me construiu em grande porte...
Este ano de 2010 é um ano forte para o signo de escorpião... por isso vou entrar com força, sem medo e nem fuga, vou correr atrás do que quero, do que sinto....
Vou continuar a fazer-me uma mulher merecedora da vossa confiança, do vosso amor, da vossa amizade, da vossa dedicação, dos vossos abraços, das vossas palavras, dos momentos partilhados, dos vosso sorrisos, das vossas entregas, dos vossos convites, das vossas propostas, dos vossos concelhos..... de tudo e tudo o que me dão......
e vou retribuir da mesma forma...

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Um bom Natal...


Mais um ano que me encontro com a minha família, junto ao quentinho de uma salamandra, à dedicação da minha mãe, e à boa disposição do meu pai...
E eu levo-me nesta dedicação e nesta boa disposição.


[adorei o vestido surpresa, fazes questão mãe, que eu esteja bonita e mais do que isso que eu me sinta especial...]

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

observar o outro lado...

eu imagino o que é alguém amar alguém e não se sentir amado...
e ainda imagino alguém amar e não ser capaz de dizer que ama...
consigo ainda imaginar alguém que ama e que é amado...

Mas nunca imaginei o que é sentir-se amado por alguém e não amar esse alguém.
Bem, que atitude pode ter e o que pode dar uma pessoa que é amada mas não ama...
pois não pode dar nada e sinceramente não se deve sentir muito melhor do que a pessoa que ama e não é amada....
Aliás, a pessoa que ama normalmente é vista como uma coitada, não tem sorte nenhuma... fogo está a sofrer...
E a pessoa que é amada sem amar é vista como uma má pessoa...
Mas porquê???
Acredito que hajam muitas pessoas por aí que tentam amar quem os ama, mas não é sentimento que se force para acontecer...
Da mesma forma que quem ama, não sabe explicar porquê nem como surgiu,
a pessoa que não ama não consegue saber porque não consegue amar aquela pessoa...

[Texto confuso, mas retrata muitas realidades próximas de cada um de nós...]

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Carta ao Pai Natal


Vou ao shopping e vejo as crianças a procurar-te, todas correm para junto de ti, todas querem uma fotografia e todas dizem onde está a carta escrita para ti, com todos os pedidos.
E tu esboças um sorriso satisfeito.
Ouço uma criança a dizer:

- Mãe, está ali o Pai Natal outra vez, mas como consegue o Pai Natal chegar aqui primeiro que nós quando ele estava lá no outro mercado?
- São as renas, é com elas que o Pai Natal consegue chegar a todas os meninos na Noite de Natal.

Pois, eu já sou crescida e conheço bem a tua realidade Pai Natal, mas desde sempre a soube, os meus pais nunca foram muito de criar fantasia ou manter uma fantasia. Não me consigo lembrar se algum dia acreditei na tua existência, porque a minha memória só chega ao dia que eu já sei que tu realmente não existes.
Parece incoerente dirigir-me nesta carta a ti, se por um lado estou a desmentir a tua existência...

Mas de certa forma, existes no shopping, na prateleira do supermercado, em todas as pessoas que se vestem com a roupa típica de Pai Natal, nas varandas que sobes no cordel de luzinhas...

Bem, podia escrever uma carta e pedir-te muitos bens materiais, mas sinceramente não consigo sequer seleccionar um para a lista... Não tenho tudo não, mas também não encontro nada que realmente me faça falta...

Bem, este Natal peço para passar a consoada com os os meus pais e peço porque agora estou a ver uma alternativa para o conseguir, porque anteriormente nem era capaz de fazer este pedido ou de expor este desejo, porque sabia que ia estar a trabalhar. . .

Como há uma hipótese estou a torcer por ela, já estou a imaginar a expressão deles se realmente me for permitida a passagem da noite de consoada com ELES.
Momentos [Nicola]

Um dia deixo de pensar em ti e parto para outra.

Inês Marques

[Almoço de Natal...]

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Almofada de caroços de cereja

Nesta altura do ano, com muito frio e sozinha em casa, o mais que tudo para mim é mesmo a minha almofada de caroços de cereja.
Aqueço no microondas e levo para bem junto de mim, num edredon bem polar, com um aquecedor e um chá de maça e canela bem quentinho.

domingo, 20 de dezembro de 2009

Na vida os momentos não acontecem da mesma forma duas vezes...
mesmo que achamos que tudo se está a repetir...
esse tudo nunca é tudo, há sempre algo diferente
que torna o novo momento diferente de um anterior.

E se pensarmos como poderia ter sido,
só nos vamos lamentar,
sentirmo-nos insatisfeitos com o passado,
por isso vamos sim,
pensar como poderá ser agora e depois.

Determinação...

da mesma forma que a admiro... quero cada dia mais ser uma mulher determinada...
quero delinear muito bem o que quero e o que quero lutar...

e não quero ser determinada de uma forma caprichosa... NÃO.
Não quero ter porque toda a gente tem.
Não quero ter como um troféu, ou como uma forma de mostrar que também tenho.

Não.

Quero ter porque sinto que é o que me faz feliz,
porque sinto que é o que me completa,
porque sinto que é o me faz sorrir,
porque sinto que é o que me fortalecerá,
porque é o que preciso para me construir,
seguir e evoluir como mulher.


[tento sê-lo e fazê-lo mas não é nada fácil... fico com vontade de desistir ...]

sábado, 19 de dezembro de 2009

Momentos [Nicola]

Um dia vou conquistar a minha paz de espírito e a minha "liberdade".

Manuela Albertina

[oferecido por Joana Ramos]

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

"Mas, dá-nos alento." [by Ana]

Estou mesmo a precisar de um alento para continuar...
...

[o que vale é que estou a chegar finalmente ao fim de semana tão desejado... vou a fafe no sábado e só volto na terça... vai-me fazer bem receber a terapia familiar...]


tenho a certeza que quando voltar me vou encontrar mais segura de mim.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

domingo, 6 de dezembro de 2009

Descobre as diferenças...

Existem diferenças sim. Mas no fundo é tudo a mesma coisa.

sábado, 5 de dezembro de 2009

Crystalised - The XX




Tu aplicaste a pressão, para me teres cristalizada, e tens fé que eu te poderia trazer o paraíso.
Eu vou perdoar e esquecer antes que seja paralizada, tenho de manter o ritmo para te manter satisfeito. As coisas ficaram mais perto do sol e eu tenho feito coisas em pequenas doses, por isso não penses que te estou a empurrar para longe. Quando tu és a única coisa que eu tenho mantido bem próximo. Tu não te moves devagar, ao tomar medidas em meus sentidos, o som ressoa, eco. Será a lição de afecto. Não. Tu dizes que eu sou tonta por empurrar isto para o lado, (...) As geleiras derreteram no mar (as coisas ficaram mais perto do sol); Desejo que a maré me leve bem mais (e eu tenho feito coisas em pequenas doses); Eu fui abaixo nos meus joelhos (então não penses que te estou a empurrar para longe); E tu continuas a aproximar-te (quando tu és a única coisa que eu tenho mantido mais próximo).

Go slow (com calma.......persistência.... paciência...)

Adorei a música Helena...

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Tenho vontade de ver o teu sorriso a olhar para mim...
e começar a magia assim...
[São os meus segredos...]

Como um turbilhão.


Senti um turbilhão de ideias, desejos, vontades, medos na minha cabeça.
O meu coração, em resposta bateu muito mais à hora que o normal,
a minha bochecha corava constantemente, involuntariamente.

[já senti isto antes, já presenciei isto antes... mas quero que seja diferente de antes.]
ainda consigo sentir o perfume...

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Prometer a mim mesma? lol
farto-me de o fazer por mil e uma razão... e é este prometer a mim mesma que nunca cumpro.....


[rio-me de mim]

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Cansada...

hoje sinto, que o pouco que eu faço é mais evidente do que eu alguma vez poderia imaginar.
CANSEI.

hOJE, prometo-me a mim mesma, que vou seguir em frente como nunca o fiz...
Tanto faz se os meus cabelos são castanhos, ondulados e os meus olhos castanhos...
Sigo... e desta vez sem olhar para trás...
Cansei de chorar... e de lamentar...

(é tudo tão evidente até para pessoas que me conhecem apenas há uma semana... se para ti não é evidente é porque não o desejas, nem o queres perceber...........

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Aqueles dias que tens preguiça de sair da cama,
aqueles dias que até tens algo para fazer, mas que pode esperar mais um pouco,
e passas a tarde em frente a um ecrã, a ouvir música, a pensar em ti, no futuro, no presente e no passado.
Uma tarde perdida em memórias, em saudades, em recordações.
Vês fotos antigas, lês mensagens antigas do blog...
imaginas, idealizas, sonhas...

Hoje foi assim... depois de uma boa noite passada ...

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Realça-me uma evidência.

Até quando a vida me vai dar oportunidades que eu vou desperdiçando?
Quantas vezes mais o tempo e o espaço me vão favorecer?
Será que eu ainda sou merecedora deste tempo, deste espaço, desta vida que vivo?

As vezes pergunto-me porque é tão dificil chegar e dizer o que sinto...
Não compreendo como é que expressar pode ser tão dificil para mim quando é tão facil para outros...

Talvez o tempo não esteja assim tão a meu favor... talvez o tempo, o momento tenha passado, enquanto achava que estava à espera do momento e do tempo certo.
Como eu gostava de poder voltar atrás, e poder perceber e encarar o tempo e o momento quando ele foi certo.

...

Há tanta atitude, há tanto comportamento, há tanto gesto que gostava de poder compreender e interpretar da maneira que pretendes transmitir...
Mas será que havia algo que me quisesses transmitir ou haverá a hipótese de existir algo que me queiras transmitir???
Pois,
Eu não sei...

Gostava tanto de perceber se evidências observadas por mim eram realmente evidências... lamento só observar essas evidências muito tempo depois...
mas nos momentos, em todos os dias, em todos os meses e em todo o tempo havia a minha insegurança, o meu medo...


Se ainda estou no tempo e se ainda estou no espaço certo,
mostra-me, dá-me um sinal...
realça uma evidência por mim observada anteriormente...
cria uma nova evidência.

...

domingo, 22 de novembro de 2009

Night AFTER Night


São noites de conversas, são noites de desabafos, são noites de coincidênciais, são noites de sinais, são noites de especulações, são noites de choro, são noites de sorrisos, são noites de partilha, são noites de indiferença...


[Abri o segredo a ti, Helena]

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Sem tempo...

Estou a adorar sentir novamente esta sensação de responsabilidade, de ocupação, de utilidade.
Sim, tive de abandonar os embrulhos de Natal para me dedicar ao meu trabalho durante este período de tempo....
Para escrever aqui agora, estou a abdicar de algumas horas de sono que estão em falta. Porque confesso estando em Coimbra, não consigo abdicar de uma saída á noite, de um café...
Mas com gosto corro e não canso.

E venho aqui com vontade de escrever tanta coisa... mas vou deixar o registo de que ontem a noite aconteceu-me de tudo um pouco. Se por um lado fiquei deslumbrada com a simpatia de um rapaz (conheci na Latada 09, lembrou-se de mim e da minha história e eu nem me lembrava de o ter conhecido...), por outro lado fiquei na estrada as tres horas da manha, com o carro parado sozinha, porque simplesmente menosprezei o ponteiro da gasolina, achando que a reserva ainda dava. Enfim... de balanço o meu carro que faz 20 anos conseguiu chegar a bomba de gasolina perto dos HUC (ainda bem que Coimbra é feita de altos e baixos, e ainda bem que estava a descer e que havia uma bomba de gasolina, mas por azar a bomba estava fechada e só abria na manha seguinte por volta das sete, e faltavam quatro horas).

Ai Daniela só me lembrei de ti e do Hugo para me virem salvar... Foi a maneira que encontrei para conhecer a tua casa lol, e para dormir no teu quarto... muito obrigada por depois as sete me levares ate a bomba de gasolina...

Disto tiro uma lição de responsabilidade, tantas vezes o meu pai me avisou...e era desnecessária esta situação.
Há e sugiro que todas as bombas de gasolinas sejam construídas no final de uma descida.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Lançada à Vida...

é assim que me sinto, é assim que sentes pai,
é assim que me fizeste sentir.

Obrigada...
vou lutar para me realizar e te realizar ;)

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Amo-te Avó.

E porque começar o primeiro emprego traz algumas borocracias,
hoje levantei bem cedo... para tratar de tudo.
Finanças, Segurança Social (...)
Mas depois fui ter consigo avó. Dar-lhe a boa notícia que tanto esperava ao longo destes 3 meses.

Sabia que ia ficar contente, mas começarmos as duas a chorar de tanta "contentação" não esperava. Choramos e ri-mos ao mesmo tempo, e a avó apenas me disse:

"Alegraste-me o coração!" "Ai, o teu pai deve estar tão contente e a tua mãe!"

Obrigada pelo carinho avó, pelo aconchego... pelo meu pai... por tudo avó.
Foi esta avó que me deu o melhor pai do mundo que tanto me orgulho e encho o peito para dizer: É o meu pai!
Sim, não é por muito tempo que vou trabalhar. Para já só 4 meses, mas em Coimbra, junto de tantas pessoas que estimo naquela cidade... é o melhor começo que me poderiam dar. E porque continuo a buscar mais e melhor... Em Março concerteza continuarei o meu caminho...........

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Façam Figas ------» Mundo do trabalho :)

Saí da entrevista com tanto para expressar... e já passaram tantas horas que já fui expressando tudo e mais alguma coisa.
Resta dizer:
sinto-me feliz.

Numa conversa com a leninha...

Quando chegamos a uma cidade (há 4anos atrás) todos os que conhecemos viviam a mesma experiência. Todos parecíamos iguais. As mesmas ambições. Os mesmos gostos. A mesma vontade. A mesma alegria.

Mas com o tempo todas estas expressões vão divergindo.
E afinal não somos todos iguais.
Criam-se afinidades, amizades, amores...

Pessoas mais susceptíveis a ouvir.
Pessoas mais espontêneas.
Pessoas mais reservadas.
Pessoas mais sensíveis e emotivas.
Pessoas mais ruíns.

Pessoas misteriosas que se vão revelando.
É engraçado como a convivência diária ajuda a conhecer alguém como é exactamente.

Sou filtradora, confesso. Sou ouvinte, confesso.
E há muita coisas que sei de gente misteriosa, que a mim não se mostram misteriosas.
Observo e respeito cada um deles.

Mas admirar e gostar, só admiro aqueles que descobrindo-os, aprendi a gostar cada dia um pouco mais.

sábado, 7 de novembro de 2009

O Natal deveria ser todo o ano...

Este ano ja me envolvi no espirito natalício, ainda é cedo, mas este ano está a ser diferente comecei este fim de semana a fazer embrulhos de Natal. E sabem que mais, estou a adorar, por mim havia Natal o ano todo e tornava-me como profissão - Embrulhista (lol).
Já ouvi muitas gargalhadas, muitas crianças de olho a brilhar olhando os embrulhos, muitos pais a resmungar, anda cá Beatriz... não saias d'ao pé de mim! Já te dissemos que são para abrir apenas no Natal...
Houve um episódio que me marcou neste primeiro dia de embrulhos. Um casal humilde, que se dirigiu com o número 32, e consigo traziam um número considerável de presentes. Haviam presentes para toda a gente, o avô, a avó, o pai, a mãe, a Matilde, a Catarina, o João, (...) Mas eram presentes muito simples, pequeninos e úteis... realmente notei a diferença ao comparar com outros presentes que embrulhei... mas era tanta a felicidade deles ao notarem que não se tinham esquecido de ninguém e iam apontando o nome no embrulho com caneta, para se destinguirem...
Porque era um fim de semana de descontos em 50% para o cartão Continente (passo a publicidade) e tinham de aproveitar essa oportunidade...
Admirei a forma tradicional que mantêm o Espirito da Noite de Natal, provavelmente irá ser uma noite bonita naquela casa, com presentes para todos, com mais valor sentimental do que outro tipo de valor de grandeza. Em cada embrulho estava amor, dedicação, carinho, afecto ...
Admirei também, porque na minha família já se perdeu um pouco esse espirito, hoje em dia os meus pais não esperam pela noite de Natal para me darem o presente (o meu pai diz que antes me causava uma ansiedade desnecessária... e que era desnecessário esperar se já posso ter... por aí... o meu pai e as suas ideias próprias...) a família também não é grande...
Estou a sentir-me bem a fazer embrulhos, sinto-me útil... é como se esteja a fazer para elas (Crianças e pessoas) e para mim também (faz-me BEM).

Estou triste...

Sinto que não vou poder compensar tão cedo :S :(

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

É preciso acreditar.



Há coisas do destino...ai se há!
Cada vez mais acredito nisso... e ainda bem.

Hoje duas amigas minhas receberam um telefonema para serem entrevistadas num ponto do nosso Portugal bem perto do que ambas mais desejam...

Nada melhor pode acontecer a alguem poder consiliar a profissão, o emprego* com a chama(da) do coração.

Desejo-vos sorte minhas amigas e cabecinha, juízinho...
acho que agora ainda vão precisar mais.

Mas como se não bastasse hoje a Linha Saúde 24 está a recrutar enfermeiros para novas entrevistas, para reforçar o atendimento aos utentes...

[Foi muito bonito da tua parte recusar uma entrevista dado que já tens outra, espero que esta tua acção te permita conquistar o lugar que queres lá na Ericeira... tenho certeza que sim...]

Mas sabem outra coisa, também me telefonaram da linha saude 24, mas o meu telemovel que estava no bolso não tocou, recebi apenas uma sms às 19:34h a dizer... o nº +351......... tentou ligar-lhe uma vez às 19:34h.
No mesmo minuto liguei de volta mas sem sucesso, nunca deu a ligação. O certo é que não me voltaram a ligar...
Há coisas que não consigo entender, talvez tenha ficado sem rede naquele segundo da chamada...
Bem cada vez mais acredito, que existe destino e o meu não é atender telefones.
Seja como for, vou esperar pelo meu, que parece estar bem guardado à minha espera e a fazer-me sofrer todos os dias''

*Já agora se um dia aparecer um lugarzinho...
lembrem-se de mim!

''Se bem que hoje nem estou muito para o desespero.
Como dizes Mariana há dias que nada nos atinge!


segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Harta de hacer daño!

Todos os dias faço a mesma coisa...
olho os mesmos sites na internet, com o dinheiro dos pais lá vou eu no carro de 20 anos gastar gasolina, mais cartas registadas... e tudo para repetir o mesmo gesto...
cada vez tenho menos esperança...
cada vez mais, pouco serve como amor à camisola ou como descargo de consciencia.

Recorro a tantos mecanismos a tantas estratégias... mas começam a esgotarem-se...
sinto-me cada vez pior...
chega de querer mostrar a mim mesma que estou bem...
quando tudo na minha vida esta mal..
tudo no tempo errado... tudo no sitio errado...
talvez seja egoísmo meu pensar assim... quando perto de mim tenho um pai e uma mãe que não reclamam e que dão sempre tudo e mais para eu estar bem...
mas neste momento não me chega ter pais que me dêm tudo... preciso de ser eu a começar a dar a mim... preciso de ser eu...

Já cheguei a Novembro... já está frio lá fora...
E todos os esforços feitos se refletem no vazio.

é sem dúvida nenhuma, uma das piores fases da minha vida inteira...
o meu pai diz sempre para não me preocupar porque estou bem...
mas eu sei que não estou bem... mesmo que ele pense que sim.

Tenho muito em falta... estou com muito em falta...
Tenho vontade de me preencher a nível de cabeça e também de coração.
O de cabeça com um emprego eu resolvo.

Preciso de ocupação ...
Decidi candidatar-me a outros empregos...
pela saúde mental que quero estimar.
e acho que estou perto de conseguir um...
o de fazer embrulhos de Natal:)
Nada melhor do que passar esta época natalicia que se aproxima... ajudando a fazê-la.

O teu jeito no meu jeito...

é esse teu jeito de dar e entretanto não dar.
é esse teu jeito de ser e entretanto não ser.
é esse teu jeito de afirmar e entretanto negar.
é esse teu jeito de querer e entretanto deixar de querer.
é esse teu jeito de ir e entretanto não ir.
é esse teu jeito de falar e entretanto não falar.
é esse teu jeito de sorrir e entretanto nem sequer olhar.
é esse teu jeito de vir e entretanto não sair.
...

é esse teu jeito desentendido que me faz desentendida...
é esse teu jeito que não compreendo que me torna não compreendida...
é esse teu jeito que transforma o meu jeito de viver...

domingo, 1 de novembro de 2009

Continuo cheia de sorte no Jogo...

Rapa - Tira - Põe - Deixa

Não é um jogo muito comum nos dias de hoje...

É um jogo da altura da minha mãe e do meu pai, mas que eu já em pequenina me acostumei a jogar em família...

e hoje em família lá resultou esse jogo, para satisfazer o elemento mais novo da família - o Francisco...

sábado, 31 de outubro de 2009

Um dia quero ser como tu mãe...

Não sei como consegues manter esse sorriso...
essa vontade, essa energia, esse gosto, essa dedicação...
essa entrega, essa paciência.........

Confesso hoje andei a ajudar-te mas já estava tão cansada, e tu mãe não te cansas?

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

São aqueles momentos mágicos...

Que piada tem estares em tua casa a arranjar-te para sair com ele, se à frente dele tu tomas banho, secas-te, vestes-te, penteias-te, maquilhas-te, perfumas-te... e ainda por cima está sempre:
ainda vais demorar? j
já vou ligar o carro...
Vá despacha-te...

é tão mais interessante fazer tudo isto no teu íntimo, a criar expectativa enquanto te olhas ao espelho. E depois chegas ao encontro e causas aquela sensação... aquele olhar esmiuçado... aquela curiosidade:
- que perfume será este?
(...)

Coração de Pedra

Também os há?
Não acredito nisso...

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Há amizades... e ainda bem...

Tudo continua na mesma...
é tão bom presenciar isso, senti-lo

Daniela... que me recebeste com um abarço...

Diana... lembro-me quando há um ano atrás chegamos a pensar:
"Será que depois de Coimbra... vamos continuar a ter cumplidade? ou será que se vai perdendo... sem nos apercebemos..."
A cumplicidade está lá na mesma...
se há amizade é porque há companheirismo... há entendimento... há atenção... há desabafo... há partilha... há apoio... há compreensão...

Estivemos lá... Faltas-te tu Mariana... mas mesmo assim estavas lá também...

E nós (Raquel e Joana) que deixamos uma lembrança à Diana na bandeira da Madeira...Acho que ela ainda não deve ter visto... :)

Foi isto.. foi mais... e foi muito mais...

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Sonhado na noite de 25 para 26...

sim, falei contigo DANIELA... SOBRE isto.. e fui ver o significado...

Especialistas dizem que os sonhos têm significados e precisam ser interpretados. Os sonhos não são à toa. Sonhamos coisas que às vezes podem estar tentando nos dizer algo ou ainda avisar. Muitas pessoas têm premonições em sonhosUm dos sonhos mais comuns e mais enigmáticos é o sonho com cobra. A maioria das pessoas diz que significa que alguém próximo irá trair a sua confiança ou algo do tipo. Muitos sites disponibilizam os significados dos sonhos. Em um deles explica o significado do sonho com cobra dessa maneira:“Símbolo erótico. Pode ainda representar medo ou pavor de algo. Cobra na sua cama: relações amorosas com pessoa infiel. Matar cobra: vitória sobre pessoas que vinham atrapalhando seu sucesso. Seguir uma cobra: respeite suas intuições. Ser perseguida (o) por ela: conquistará vitória considerada impossível. A cor da cobra também é importante. Cobra verde: ninguém a(o) prejudicará; azul: grande energia espiritual; marrom: desejos sexuais; vermelha: paixão violenta; preta: perigo; preta e amarela: desconfie de alguém falso; preta e vermelha: violência. Se a cobra aparece com cores refinadas como azul-celeste ou turquesa, evidenciará amores delicados. Freud não perdoa: “É um símbolo fálico”, dizia. Mas se você vê a cobra saindo da terra, é seu inconsciente trazendo coisas à sua consciência. Sonhos sobre cobras são sempre de difícil interpretação e você precisa analisar sua vida para entendê-los melhor.às vezes, são situações negativas que atrapalham seu progresso. Em muitos casos, é um sonho positivo, que representa dificuldades, mas aponta para soluções.”

sábado, 17 de outubro de 2009

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Que caminho...

Hoje tiraram-me todas as rodadas que pretendia dar ao longo deste caminho...
parece que não há um caminho para mim...
parece que tenho de andar contra-mão...
parece que tenho de desrespeitar todas as regras e todos os sinais...
parece que tudo está tão cinzento...

Olha bem, para esta imagem. que caminho tens tu para seguir?
está escuro com pouca visibilidade,
mas olha bem... até se vê alguma luz...
mas repara qual é a tua via?
pois, não existe...a linha descontínua está na margem da estrada,
como se o caminho para seguires não exista...
só há uma via...
a outra alguém por mão terceiras... a retirou...

E agora o que posso fazer?
Desrespeito regras e sinais ausentes.
Inverto marcha e começo outro caminho noutra direcção.
É assim que me sinto.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Hoje ...


Fui ao Porto, simplesmente passear, ver gente, ver trajados, ver caloiros...
que saudades me dá... também quero voltar a sentir tudo isso...

Mas, quando vimos embora na A3 na direcção Braga encontramos uma fila de trânsito de mais de 5 kM... fila que já existia ás duas da tarde quando nos dirigíamos no sentido Porto...
Bem, ainda não sei o que aconteceu, mas deve ter sido grave...

mas o que me faz vir aqui relatar este episódio é o facto de estarem duas meninas dentro de um carro (eu e a Vânia) a serem constantemente assediadas na fila de trânsito...
estava calor e as janelas estavam abertas para compensar...
porra... não é preconceito, mas que os trolhas são bichos são...
sempre, sempre, sempre... a mandar piropos...do tipo : "ÉS UMA FLOR DE PÊSSEGO!"
Chegamos a mudar para a mesma fila de trânsito dessas duas carrinhas que constantemente nos abordavam, ora um ora outra...
achamos que seria uma forma de evitar ficar nvamente lado a lado, mas o episódio não deixou de se repetir... por todo o lado haviam carrinhas de trolhas... era hora de ponta...
o que mais me impressiona é que não são apenas os quarentões típicos... os da minha idade também são "contagiados" e têm a mesma atitude...

QUE rídiculo...
concerteza isto já aconteceu com vocês raparigas também...

domingo, 11 de outubro de 2009

Ele há coisas...

Então não é que hoje o meu pai quando foi às compras com a minha mãe em dois supermercados, fez uma despesa exacta de 35 €, quer num quer noutro...
é espantoso... conta tão certa, dado que cada artigo é sempre alguns €€ e os famosos 99 cêntimos...
e logo em dois supermercados e no mesmo dia...

sábado, 10 de outubro de 2009

enquanto me puxares para dançar... eu dançarei...

Dancei e dancei ... e continuei a dançar...
adoro que me puxem para dançar... mas para isso preciso de estar socialmente muito bem-disposta...
pronto.. hoje já estava muito mais que isso

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Dá para acreditar que as pessoas têm medo de serem felizes??

MAS, afinal o que é que todos passamos a Vida à procura?
Não é ser FELIZ?
********************************************************
Houve uma vez que eu não procurei ser feliz.
Calei-me.
E agora, acho que passou a oportunidade de expressar...
por mil e um de tempo, por mil e um de espaço, por mil e um de circunstância
Mas, será que o que eu acho que se procurasse, era a minha felicidade?
Pois, ERA mesmo aí que eu queria chegar... é que agora nunca hei-de saber...
e se tivesse procurado das duas uma...
saberia se era a minha felicidade... talvez fosse Feliz...
ou estaria como um passarinho em busca...
Aprendi... só espero que esta lição não tenha sido a minha destruição...
Realmente tive medo...

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

com os pés na Terra...

Gosto de andar com os pés na Terra.
De sentir os pés na Terra.
Dá-me segurança.
Dá-me força e energia.
Vontade de seguir.
De alcançar um lugar meu.

Ui! se expresso emoções...

"As emoções são causadas por acontecimentos (...) são entendidas como estruturas de orientação das nossas vidas, especialmente da nossa relação com os outros (...) é algo interior que é exteriorizado, expresso, tendo subjacente a ideia que as emoções são estados internos, semelhantes a substâncias que uma pessoa pode conter ou libertar."

Por José Carlos Santos, 2007

[EU sou bastante emotiva...]


terça-feira, 6 de outubro de 2009

Por Nuno Filipe Vieira Gomes

"[Sobre Coimbra: ..."um jardim de infância dos grandes mas sem educadora.. Pode-se brincar aos pais e às mães.. Ficar acordado até tarde.. o leite com chocolate chamava-se Sagres.. A primária estava a um passo..., mas não valia a pena pensar nisso..." A minha primária nem vai mal.. A dos meus amigos também não..]"


[Estou pa comecar também a minha primária... há-de ir bem também ;)]

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Confesso

Tenho um vício enorme em roer as unhas...

Quando entrei para o ensino superior deixei-me disso,
talvez por falta de tempo [sim, sentia-me sempre ocupada...],
talvez por vaidade [lembro-me de ver a Diana no quarto ao lado sempre a mudar a cor das suas unhas, e eu achava bonito... feminino]
talvez pela persistência de amigos, família [Bárbara, tira a mão da boca!]
Na verdade tinha conseguido ter umas lindas unhas.

Hoje, arruinei todas.
Comecei por tirar o veniz que teimo sempre usar, mesmo o trasparente,
dado que também considerei como uma boa estratégia de fugir a esse mau gesto...
e depois lá se foram as unhas.

Sim, desde que regressei a Fafe,
nem sempre , mas em alguns momentos sinto que estou numa fase da minha vida de regressão,
ou talvez pior, porque em nenhum período anterior estive assim tão desprovida de ocupação...
Penso, que é esse o motivo que me leva a cometer este erro de roer as unhas...

Bem, vou novemente corrigir o corte das mesmas e tentar que cresçam novamente.
[Uma vez por mês, tenho-o cometido... ]

domingo, 4 de outubro de 2009

Que conduta seguir?

Quantas vezes nos perguntamos, digo aquilo, faço aquilo...
Mas acabamos sempre por fazer,
ou melhor eu agora aprendi que se tenho vontade de fazer faço... mesmo que me possa arrepender...

por isso se eu tive vontade de falar, falei.
Se não disse nada jeito, lamento...
Mas apenas segui a minha conduta...
fui EU... o mais espontaneamente possível...

sábado, 3 de outubro de 2009

Ora bem, e da tentativa de um jantar o que se obteve?
uhmmm...
Nada mau... um cafezinho no Bar da Praça. E depois uns lindos finos... com uma noite de chuva bem quente... umas boas conversas, umas boas gargalhadas...
ai, como me já estava feliz...


sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Porque há momentos que se repetem todos os anos...

E este já foi o 5º ano, que festejo ao teu lado os teus anitos Mariana...
o resto... tu sabes... não preciso cansar-me a dizer.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009



Hoje quando ouvi esta música não pude deixar de recordar uma manha as sete horas em Maio, quando na Nossa Orange Tertúlia eu tomava o meu pequeno almoço, para começar mais um turno no IPO... Eis que chegam de uma noite de Queima das Fitas a Raquel e Diana acompanhas lá com o gajo de Tábua de Medicina (que não lembro o nome)... so queriam tostas mistas... eufóricos... felizes.. vibrantes...com a boca tinturada de vodka preta...
Quando passados uns segundos chega a Joana Ramos... o membro que estava em falta naquele momento de emoção... felizes... gargalhando... pulando ... e até mesmo chorando... Quando aos berros surge esta música na nossa TV...
e foi tão fácil envolver-me nesta rede de emoção... Foi sem dúvida a manhã mais bem começada de todas as dos dias que me levantava cedo pa estagiar...
Nunca pensei que o facto de ter ficado a dormir... me ia dar lucidez para viver este grande momento e recordá-lo na sua integridade


[Há momentos...vividos tão intensamente... que só mais tarde recordamos.. o quanto tão intensivamente são vividos...]

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Acontece.
Aquela necessidade de ver gente e ser vista...
Aquela necessidade de olhar gente bonita e ao mesmo tempo sentirmo-nos pessoas bonitas...
Não concordo que esta necessidade seja uma vontade de alguém convencido...
Acho que qualquer Ego precisa de ser alimentado...
Olhar e Ser Visto, faz as pessoas sentirem-se vistosas, talvez especiais...
Não falo de pessoas que entram num café ou desfilam numa rua de forma e postura pindérica...
Falo daquelas pessoas que na sua naturalidade esboçam um sorriso sereno, um olhar iluminado, um gesto espontâneo, uma voz crédula...
É bom sentir que a naturalidade é observada de forma igualmente natural...
É como se isso tornasse a pessoa mais segura, mais confiante de si.
É bom para o EGO.
[Dionísia, quando quiseres voltamos lá...]

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

óde aos Bombeiros...

ÁH, COMO há COISAS que me REVOLTAM...

Ontem à noite quando saía da minha casa para o meu quintal voltava imediatamente para dentro porque não conseguia respirar... era tanto o fumo que se fazia sentir...
sim, estavam a arder montes aqui bem perto da minha casa...
e mais revoltada fiquei hoje quando ouvi o noticiário a dizer, que bombeiros voluntários de esposende tinha sofrido um acidente em Guimarães na A7, quando se dirigiam para Fafe...
é de ADMIRAR e de LOUVAR a CORAGEM destes homens... a GARRA... de socorrer, de salvar, de proteger...
Força ás famílias, e aos colegas Bombeiros, amigos...


domingo, 27 de setembro de 2009

e hoje exerci um direito e também um dever de cidadã...

pela minha 1ª vez fui VOTAR.

sábado, 26 de setembro de 2009


Nunca nos podemos conformar acomodar, com o adquirido...
temos de ir sempre atrás demais...
investir sempre mais e mais na nossa formação, no nosso crescimento, na nossa manutenção, no nosso amadurecimento........
ao longo dos anos e a todos os níveis...

Uma vez que somos Seres BioPsicoSocioEspirituais.

[estes dias foram assim...]

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

CANSADA

De dar o benefício da dúvida...

por mim chega de hipocrisia...

nem o tempo torna esse cérebro robusto...

eu sinceramente acho que o problema não é meu...


Normalmente as pessoas com o tempo crescem, constroiêm-se, renovam-se...

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Músicas...

São muitas as músicas que nos fazem recordar alguém, algum momento.

Quantas vezes não ouves uma música para vibrar mais um vez com um determinado momento vivido.
Quantas vezes não ouves uma música para novamente ouvir os sorrisos daquela ou da outra pessoa.
Quantas vezes mudas de emissora para não ouvir determinada música associada a determinada conotação negativa.

Hoje senti vontade de ouvir uma música por ti enviada.
Uma música que caracteriza alguém talvez mais cobarde do que eu.
Fiquei na dúvida desde logo, se essa musica teria algum significado para ti...
e se tinha se era o significado que eu estava a ver... e não queria ver...




[gosto mais desta versão alternativa, parece uma música menos triste]

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Força nas palavras.


Bárbara, não te podes esquecer onde deixaste aquilo.
e pronto a Bárbara esqueceu-se.
e se ela tivesse dito assim:

- Vou-me lembrar onde deixei isto.

Bárbara, vai ser cmplicado arranjar trabalho.
e pronto está a ser complicado.
e se ela tivesse dito:

- é fácil arranjar trabalho.

Bárbara, seja lá como for, nem que tenhas de ir para longe.
e pronto, parece que é o longe que a espera.
e se ela tivesse dito assim:

- seja lá o que for, há-de ser em Portugal.


Lembro-me ainda quando ela dizia:
- quero estudar em Coimbra.

não sabia bem porquê, mas era um desejo interno. Claro que a pressão dos pais era Braga, mas a força das suas palavras concretizaram, ela estudou mesmo em Coimbra.

Ao longo da minha vida tenho percebido que as palavras têm muita força sobre nós, temos de acreditar nas nossas frases, nos nossos gritos, nas nossas vontades...
Hoje percebo que ter pensamentos positivos, frases positivas, atraem isso mesmo de positivo que ambicionamos...

e tu acreditas na força das tuas palavras??

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Hoje foi assim.

Porque há dias em que não apetece sair da cama.
Não apetece ver gente.
Não apetece conversar. Não apetece sair de casa.
Não apetece olhar o sol de Setembro.
Não apetece sentir o vento.
Não apetece sorrir.
Não apetece ouvir música.
Não apetece viver.

Porque há dias escuros,
onde não se ilumina o caminho a seguir.

Hoje não sei para onde olhar,
não sei o que ouvir,
não sei para onde ir.

Será esta despedida de Verão que me deixa assim?
Não sei, mas se me sinto assim ainda num Outono que se assemelha a um Verão,
tenho medo da entrada do Inverno.

Quero seguir um Rumo,
vem comigo...
Não quero seguir esse rumo de Alma Vazia...
Só não muda de ideias, quem não as tem.....

sábado, 19 de setembro de 2009

Vontade Vs Obrigação

Não.
estou a falar de uma relação entre duas pessoas que se conhecem progressivamente, que se gostam de conhecer, que sentem prazer na companhia um do outro.
Sim, estar com alguém que te faz sorrir, que te faz rir, que te dá segurança, que te transmite confiança...
sim, ter vontade de estar cada dia mais um pouco, a vontade de não largar...
contar os minutos, as horas, os dias, que faltam para voltar a abraçar aquela pessoa, para a beijar...
ter vonstade de conhecer o mundo daquela pessoa, as histórias que tem para contar, os segredos escondidos, as vivências, as opiniões...
quem já não sentiu isto, viver naquela magia, naquele sonho...

Mas, devido à nossa sociedade talvez, ou mesmo ao pensamento humano, sempre chega a hora do pedido formal:

"queres namorar comigo?"

e quando sentimos tudo o descrevi anteriormente, sem pensar a resposta dele ou dela é sempre a mesma:

"sim."

e depois todas as vontade antes sentidas transformam-se repentinamente em obrigações.
Sim obrigações.
Mesmo que estas não existam, espontaneamente agimos como se existissem.
então, entras numa vida em que deves estar com aquela pessoa, deves ouvir as suas histórias, deves abraçar, deves beijar, deves acompanha´-la e estar presente nos momentos inportantes da vida dela...
parece que o momento começa a ser vivido como obrigação...e todo o encanto se vai perdendo, a magia, o sonho...
Claro, que existem excepções, mas ainda não percebi como no meio desta ambiguidade
VONTADE Vs OBRIGAÇÃO
Talvez o segredo seja viver na obrigação mas com vontade.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Feridas?

sabes aquelas feridas que só o tempo permite a sua cicatrização.
sim, essas feridas no coração.

percebi, que so expondo a ferida
é que podemos perceber se cicatrizou ou não.

e olha hoje digo-te:
"Não ardeu"

logo, cicatrizou...

senti um bocadinho de raiva, mas pelo aparato parvo da situação.
ao que te expões, ao que me expões, ao que a expões a ela, ao que exposeste os meus amigos...

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

[idas ao supermercado..]


Ela sai de casa, não tão produzida como sai para a noite.
Vadia as músicas que passam na rádio e envolve-se com a música, enquanto faz as curvas e contracurvas...
Finalmente chega, estaciona, pucha o travão de mão, sai do carro, tranca a porta...
e rapidamente esmiuça na sua cabeça os pedidos da sua mãe..
Por breves instantes pergunta-se:

"- Quando vou novamente comprar os produtos, os alimentos para mim, para o meu consumo? Preciso disso..."
Entra no supermercado, onde os olhos estão habituados a olhar tanta oferta do mesmo produto, sabe certamente o que precisa, a marca habitual, a quantidade...

Na charcutaria pede o chourição, o queijo e o fiambre... e fica incomodada com o olhar recebido... sente-se a corar... segue com a sua cesta e continua a sentir as suas passadas observadas....
por fim, com todas as comprar acondicionadas na cesta dirige-se à caixa...
e mais uma vez sente-se incomodada..
é revirada de cima para baixo, por um olhar estranho, penetrante, incomodativo...
Coloca todas as compras rapidamente em sacos de plastico, faz o pagamento, espera pelo troco,
e deseja o sair daquela porta, entrar no seu carro, chegar ao seu canto de casa...

Mas como se não bastasse o olhar, recebe ainda um sorriso (até bonito) e um toque estremecedor na mão quando recebe o troco...

Ela até podia achar engraçado todo este momento, e rir-se ao chegar ao carro [pensando da próxima vez junto com o troco ainda recebo um cartãozinho com o seu contacto, gargalhada]
e desejar uma próxima ida ao supermercado.

mas, hoje em dia onde está o profissionalismo?
onde está a lealdade? [sim, vivem relacionamentos]

Mais dois que fazem do género masculino, um género pouco sensato.
Ainda bem há pouco tempo achava uma idiotice, a existências das caixas de supermercado automáticas, sem a necessidade da/o menina/o da caixa,
até porque quanto mais tecnologias, menos é a hipótese de emprego dos jovens desempregados, que parece que não, mas esta alternativa nos supermercados, abarca uma grande quantidade de jovens licenciados sem emprego... Acreditava na importância da simpatia de alguem que por detrás de uma caixa registadora, transmitia ao comprador... Mas hoje em dia está a perder-se este valor... Muitas das pessoas que fazem este trabalho, são pessoas que se sentem frustradas.. o que não é de admirar, certamente não era o que desejavam fazer...
Cada vez é mais comum os antipáticos, os mal educados, os oportunistas, os engatatões... e por aí fora...
Talvez a caixa automática..................

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

sou como a Lua...


"És uma Lua.

porque és feminina e és muito sensível.

Afundas-te muito na escuridão

ora mostras tudo - ora cresces,

ora minguas - ora ficas triste

de não ter o sol.



Achas que estás lá no céu a brilhar sozinha

quando tens tanta estrelinha

ou as mais importantes a brilhar forte perto de ti

e quando tens vergonha,

deixaste tapar pelas nuvens,

pelos maus pensamentos..."
[boa Dani]

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

3m2.blogspot.com

"Espera… ainda não leias.
Já ligas-te a música?
Então liga!
Ah já ligas-te okay ;p
Agora, aprecia a música…
Tens 1 minuto para sentires verdadeiramente o seu significado!
Sente a música…
Vive a música!
Já pensaste que todos caminhamos para o mesmo?
Já acelerou?
Não?
Sente mais um pouco…
Todos vamos ter rugas,
Todos vamos ter momentos de solidão,
Todos vamos morrer!
1min07?
Não? Então espera!
Já está?
Vamos começar!
Lutar!
Querer!
Vencer!
Ir em busca da Gloria.
Alcançar a felicidade.
Todos queremos o mesmo, mas nem todos puxamos para o mesmo.
Porquê?
Aproveita a Vida!
Vive a Vida!
Sente a Vida em ti!
Segue o caminho que queres!
Sente a Liberdade das Tuas escolhas…
Vive intensamente!
Aproveita cada pormenor.
Põe a cabeça fora da janela do carro e grita…
És o melhor!
Sente o bem-estar de estar vivo!
Corre para quem gostas de braços abertos.
Diz o que sentes!
Vive o que sentes.
Dá o que sentes.
Aproveita o que a vida tem de melhor sem hesitar!
Simplesmente…
VIVE!
"

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Bábá **

é curioso como hoje me dou pelo nome de Bábá...
quando penso que há quatro anos atrás não conseguia pensar num diminutivo do meu nome Bárbara...

Tenho saudade de ouvir as vossas vozes a chamarem-me Bábá
Convosco tornei-me a Bábá que sou hoje...
e não me desprendo nunca mais dessa denominação...

domingo, 6 de setembro de 2009

Força... muita FORÇA....

o tempo passa e passa, e os porquês mantém-se nunca percebi porquê,
nem sei se um dia vou perceber porquê...

Mas neste momento... não interessa o que foi, p porquê de como foi...
é importante que somos nós seres humanos mortais e que devemos de ser unidos...
juntar todas as forças para nos mantermos erguidos quando a vida nos aparece mais cinzenta...

Como gostava que neste momento podesse estar aí.. que nada o que aconteceu tivesse acontecido...
estimo-te e estimo os teus... e isso não mudou nestes ultimos 2 anos...
e agora,
não sei se as palavras que usei foram as melhores neste momento...
mas confesso que para mim não foi fácil... dizer o que pouco que disse... tremi.. e exitei muitas vezes... e muito ficou por dizer.... o meu cerebro parou quando ouvi a tua voz...

Mas fui ao teu encontro... porque sei que se para mim foi dificil procurar o teu ser...
Sei que mais dificil situação estas tu a viver...
Não o faço para ser educamente e socialmente correcta...
faço-o por tudo que contigo ... e com os teus... vivi
por tudo o que contigo partilhei, criei...

Força....é o que mais te desejo...

MUITA FORÇA ***

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

O grito da árvore!


- Quem és tu?

- Sou uma árvore perdida na floresta no meio de tantas outras amiguinhas árvores.
- Que fazes nessa floresta?
- Trabalho de equipa com união, dedicação, "audácia" transformando o CO2 em O2.
Juntas damos vida aos pulmões de inúmeras vidas.
Vivemos para viverem.


[A Natureza. Como gostava que fosse prezada e respeitada. Achas que a natureza é tua? Achas que é nossa? E então destruímos o que é nosso? Ai, Ai, Ai... o que vai na cabeça destas pessoas que não conseguem perceber o seu valor. A natureza não é nossa, é emprestada de mão em mão. Hoje está emprestada pelos nossos antepassados, que nos encarregaram de emprestar posteriormente aos nossos filhos, netos, bisnetos.... Se nos entregaram com lindas árvores, lindos campos, lindas florestas... temos de estimar, temos de preservar para devolver da mesma forma aos nossos descendentes...]

domingo, 30 de agosto de 2009

Se eu voltasse aquele lugar....

[tentava] transformar as recordações em novos momentos (iguais e ainda melhores)...


[saudade de ti]

terça-feira, 25 de agosto de 2009

hoje, já não sei se o que era meu ontem, ainda o é hoje.
Quanto mais se o será amanhã...

[mas se ainda for tempo agarro...]

Belo...

[San. Sebastian, Agosto 09]

sábado, 22 de agosto de 2009

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

assim se vão matando saudades.


Fafe ---» Coimbra ---» Figueira da Foz ---» Coimbra ---» Aveiro ---» Porto ---» Fafe ---» Braga ........ amanhã ;)

domingo, 16 de agosto de 2009

Amistad

Vamos lá pa Coimbra, vamos lá pa Figueira Mariana...
Vamos lá ter com os nossos ;P

AI, Ai, ai.............................................

Que vontade de dançar...
é bom estar junto da família...
era a parte que me andava em falta nestes quatro anos... nestas férias estou a compensar muito bem...
Venha lá o que vier. Sinto-me preparada...


[obrigada tia Quina]

sábado, 15 de agosto de 2009

jantar em família? Aceito sim.

[adorei o jantar tia Júlia]

... nunca gostei de despedidas

- sim pai, sim mãe...

hoje senti ao contrário...
- sim Bárbara :)

[somos mesmo muito ligados, amo-vos.
Hoje sou eu que digo: - que passe rápido...]

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

... serão sempre aquelas conversas.

levantar cedo, pegar no carro, chegar a braga, apanhar um comboio, sentar onde apetecia era deitar, olhar a janela e nada ver (ainda é noite), chegar a lisboa após tres horas e meia (muito bom), tomar um café, casa de banho e esperar por vocês.
que lindas que vêm, vejo um raio de sol. Brutal essa flor amarela.
e vamos? Sim Sim, todas apressadas, todas eufóricas.
Vamos começar mais um dia.

Mais um metro e outro. Mais um comboio ---» Cascais. Mais uma paisagem deslumbrante sobre o estuário... lindo. A baía. O sol. O mar. A areia. Os corpos queimados. As gaivotas. O cheiro a praia. O calor. A calmaria da água. Olhar Lisboa. Lindo panorama.

A imperial. As fotos. A esplanada azul.

Bilhetes??? Não.
Sete horas de viagem... lol
As conversas. O sonhar. O desejar. O correr para conquistar. Afinal também temos objectivos. Afinal corremos para lá. Um dia nós também chegamos lá. Com calma. Com persistência. Com cautela.

Não nos vamos precipitar...

domingo, 9 de agosto de 2009

Na dúvida...

Não sei se tenho lugar para mim...

sabes dar valor?

é engraçada a vida... engraçada não. É DURA....

quando olho para a casa onde moro... simples... reflecte um valor enorme.... mas enorme mesmo...
quando penso no dia após dia... de mais um bloco... depois as pinturas... a madeira... os azulejos... mais uma mobília... mais uma planta... mais um passeio... e hoje vale tanto cá para nós..
porquê? porque construiu-se devido ao vosso trabalho pais... à vossa conquista de um sonho...

quando olho para o meu curso... dou-lhe valor... porque gosto de fazer o que ele me ensinou fazer... dou-lhe valor... porque concretizei mais um sonho... dou-lhe valor porque não foi fácil... mais uma vez exigiu trabalho.. meu! para o concretizar... e vosso! para me o proporcionarem...

hoje procuro mais uma conquista...poder exercer a minha formação... e olha que esta parece-me neste momento a conquista mais difícil.. que alguma vez pude imaginar...
mas com a nossa força de família de conquista um dia vou lá chegar... e nesse dia vou olhar esse sítio com valor... porque tive de o conquistar...

agora... quando tudo na vida é fácil de conquistar..ou melhor não se conquista cai nas mãos... não tem valor... e não tendo valor não nos concretiza... cria outro objectivo rápido nessa tua vida... é o sonho... é a busca... é a conquista que nos torna vivos... que nos faz viver ... a vida precisa de valor...

busca ... se não estás bem.... não sei que mais te dizer....

sábado, 8 de agosto de 2009

"Coimbridade 2"

Há um ano escrevia assim...
http://ambiguidona.blogspot.com/2008/07/memrias-de-coimbra.html



hoje sinto de dentro o que via o outro sentir...
é o tal sentimento "Coimbridade"...

[mas quero corrigir uma coisa do que disse há um ano atrás... muita coisa, pessoas.. sentmentos.. pensamentos.. momentos.. podem encaixar na vida fora de Coimbra... pelo menos é nisso que acredito hoje...]

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

foooooooooooda-se...

estão a dar-me saudades...........................................................................

domingo, 26 de julho de 2009

para continuar...

preciso de continuar a sonhar...
preciso de continuar a acreditar...
preciso de continuar a sorrir...

domingo, 19 de julho de 2009

Tudo é possível...


olho para esta árvore e dela vejo frutos... sim frutos (laranjas e limões)
ainda me pergunto como é possível uma árvore dar limões e laranjas em simultâneo?
Mão humana... sim enxertos SIM... e daí... não foi possível?

temos de deitar mãos ao que queremos... ao que desejamos... só assim poderemos alcançar o que pretendemos...
o que esperas?
faz-te à vida... deita as mãos à vida...

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Foi o nosso Dia...

Sem dúvida um grande dia... talvez mesmo o melhor de todos estes quatro anos...

a alegria de acabar um curso... a alegria de ter a família a ceremoniar connosco... a alegria de olhar para o tempo passado e rever como nos conhecemos, como nos tornamos verdadeiros amigos...

e como um grande dia que se advinhava há alguns dias atrás... não podíamos deixar de o viver dessa mesma forma... EM GRANDE,

e que grande... começamos pela cerimónia na igreja de s. josé, na qual me fiz uma menina do coro :) adorei cantar, sentia a emoção de todas as músicas na flor da minha pele... nos meus olhos radiosos...
o multiusos...esse??
estava reservado para a ESEnfC... vi a minha mãe ao longe a chorar... ainda consegue ser pior que eu... ai mãe, mãe...
(quem sai aos seus... não degenera... né??)

a actuação da Tuna... que dia cheio...

depois de almoçar no forum ainda tive de recaminhar algumas coisinhas para Fafe... (tem de ser, está cada vez mais próximo o fim.. o fim já foi hoje... mas para nós ainda não :))


Ai, joana como estava a nossa ORANGE TERTÚLIA... só vestidos e sombras... e ficamos todas tão lindas... pa não falar do cabelo... lol..

e tudo para quÊ???

BAILE DE FINALISTAS.... brutal.. mesmo



Estavamos lindos..
estou agora a lembrar-me do cheirinho a vomitado ... lol.. né Hugo...
e a cena no autocarro né Joana...
e eu que tenho uma marca na cara e não me lembro porquê...
e a pipizona da Mariana que arrasou...
e a revolta da comida...lol
e os chazinhos no final da noite (que eu queria lol)
e o vaso da velinha Mariana...
e o vestido red por causa da banda red...
e o broxe do Hugo mais feio que o meu (minha mãe é que fez)
e nós nas cadeiras a dançar vinil...
e a Natacha de branco tão singela... eu vi onde te escondeste...
e os assaltos à cozinha (Natacha e Jo... )
e tu Nenuco andavas muito calminho... não me recordo de nada feito por ti....
ai opá.... estes são os meus de Coimbra... os meus que levo para a vida... E NÃO SÃO SÓ ESTES...
estava tão bem rodeada... e não posso continuar a mencionar-vos porque poderei saltar algum... vocês sabem de quem falo... né Daniela. Diana... etc

Adoro-VOS...

domingo, 12 de julho de 2009

Aquarela ...

a cor viva vermelha foi atenuada com o branco de outrém...
mas, facilmente a ausência do branco aviva de forma mais lúcida o vermelho vivo...

talvez a ausência de todas as cores entornem o vermelho que se aviva...

domingo, 5 de julho de 2009

Porque há dias...
que não são iguais aos outros dias...

porque há dias...
que não sou atropelada de pensamentos...
e outros dias que são imensos...

porque há dias...
que me carrego de ambições...
e outros que me perco em recordações...

[tenho sentido saudade...
por mais que me convença que não
e que tente mostrar que não]


...

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Mais uma daquelas que marcam pela diferença ;)

Depois de uma semana atarefada de volta de uma monografia... chegou finalmente a hora de estar com vocês e aproveitar cada minuto... da vossa companhia...

brutal... não há ninguem que nos deixe de rastos... nós somos muito mais do que tudo isso...
somos nós... mulheres...
lindas... fantasticas... seguras...

é a nossa cumplicidade.. os nossos segredos.. as nossas histórias..únicas e que continuam....

Adoro-vos....


sexta-feira, 26 de junho de 2009

"…Perdido, confuso, louco…de amor!
Amar loucamente alguém, é uma forma de insanidade…e se concentramos toda a nossa atenção em alguém, pensamentos e sentimentos passam pela pessoa amada, porque não gritar ao mundo que amamos e que somos felizes assim?
Não será mais louco quem não arrisca, perdendo assim um dos grandes prazeres da vida?
Não posso confirmar, nem provar cientificamente, mas o amor é um lugar…onde só chegas se tiveres disposto a fazer uma aposta seria, uma aposta de sentimentos, mas não penses que atingiste o auge apenas por teres chegado…porque isso é só o início!
Quando entrares, terás de aprender a fazer a manutenção, a conservação desse sentimento..."

Por Walterlove82 em 3m2

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Quero é VIVER ....

Não chores porque acabou, sorri porque aconteceu... :)
[by Vi]

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Acabou-se o estágio...

Acabou-se o estágio...
andava a contar os turnos em ordem decrescente...
mas na verdade quando há minutos atras saí do IPO... NÃO TIVE VONTADE DE GARGALHAR.. NEM DE GRITAR...
deu-me logo o sentimento nostálgico...
acabou-se nunca mais volto a realizar turnos sob a responsabilidade de um enfermeiro...
o próximo a responsabilidade será minha como profissional de enfermagem...

dei comigo também a pensar... quando tempo será necessário, para me encontrar novamente a prestar cuidados.... para me encontrar novamente a promover o bem-estar????
NÃO SEI.... mas se demorar muio tempo.. vou sentir falta... vou viver com um défice na minha vida... é mesmo isto que eu gosto de fazer... é mesmo isto que eu quero fazer...

falta-me apenas uma meta ----» Monografia....
tenho de me concentrar nela agora... está quase...
depois vou á luta...
:)



****************************************************
A melhor surpresa do dia... foi á hora do jantar:)
estava nas cantinas com o hugo, o nenuco e a vinil.. e liga-me o meu colega de estágio... que tinha com ele uns bolinhos para mim a pedido de uma doente que gostou muito dos meus cuidados :)

fiquei contente por os receber... mas mais contente fiquei porque senti que fiz o meu trabalho... que fiz alguem sentir-se bem...
:):):):)
é tão bom sentir-me útil.... :)

terça-feira, 23 de junho de 2009

Não consigo definir "VIDA"

tempo, descoberta, respiração, sorrisos, lágrimas, aventura, desilusão, magia, sonhos, amigos...
Nem sei....
Gosto de sorrir para a vida,
quando olho para o céu,
quando olho para famílias unidas (que enfrentam obstáculos),
quando olho para a minha família,
quando penso nos meus princípios,
quando testo a minha força,
quando estou rodeada de amigos,
quando alcanço os meus objectivos,
quando defino o que quero para mim,

não vivo na ilusão, não...
sei que a vida não é assim tão bela como a faço querer... mas o que precisamos é de saber tirar de todas as coisas menos boas, uma coisa boa.... tudo nos constrói...

para a próxima vou saber agir de outra forma, para a próxima...
sei crescer por mim mesma...
não preciso de usar ninguem para me sentir bem...
não preciso de mentir, de fingir para estar bem...
...

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Concurso Poliempreende lol

somos mesmos empreendedoras... que cinco lá se juntaram...
então não é que na última da hora fomos para o concurso do poliempreende com a nossa bela ideia inovadora....
ai o plano de negócios, Mariana.... (que tarde...)

pensa-se que a melhor altura para criar um empresa é em época de crise... pode parecer contraditório... mas na verdade quem consegue nascer na crise... e sobreviver... ultrapassando a crise...uiui garante-se muito bem...

oh meninas... um dia a nossa ideia/negócio ainda vai render....
lol...

domingo, 21 de junho de 2009



ter amigos é a melhor coisa do mundo... e muitos não ficam aqui presentes nestas fotos...
amigos... aqueles que te telefonam para sair do casulo casa... aqueles que te procuram para saber como estas.... aqueles que tudo fazem para te roubar um sorriso...
mas sinto-vos como amigos... não só nos dias em que me sinto mal e me dão apoio, para me sentir bem... mas também nos dias em que eu estou bem... e vocês menos bem.. me procuram para receber de forma mútua o que me vão sempre dando...

***** e fazemos planos futuros... ambicionamos metas...
***** AMIZADE ***

sexta-feira, 19 de junho de 2009

[parece que afinal tinha razão quando dizia que te estava a conhecer...
e tu perecias ofendido porque achavas que eu já te conhecia...]

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Parece-me que o tempo agora corre muito mais devagar...
hoje ainda só é quarta...
avança tempo... preciso de tempo para me sentir eu - Bárbara...

sábado, 13 de junho de 2009

Acredito que nada na vida acontece por acaso...
hoje saio e sinto que cresci... e que ainda vou crescer ao ultrapassar o turbilhão de sentimentos que estou a sentir...
sei que também cresceste...

tornei-me mais mulher... e tu certamente também te tornas-te mais homem...
é dificil olhar para as minhas fotos recentes... é dificil olhar para o meu telefone com mensagens antigas... é dificil passar nos mesmos sitios por onde juntos passamos... é avançar...

mas como contigo também aprendi... o que não mata torna-nos mais fortes... constroi-nos... torna-nos mais sábios... [cresci... construí-me... e estou a tornar-me mais forte... não me arrependi de nada... foi bom... foi especial...]

claro, que me páro constantemente a perguntar o que falhou numa relação que parecia tão bonita e que tudo tinha para crescer... não sei...

hoje sei... que não me ia embora como constantemente me fazia querer e te fazia querer... (embora para onde?? até parece que ia morrer) ... talvez tenha errado a fazer-nos crer disso ... como se isso fosse uma entrave na relação... quantas não resistem a muito mais...

lembro-me também de me dizeres várias vezes : o que não mata .. cái-se de cabeça.... talvez tenhas razão ... não mata... mas de cabeça talvez não seja o melhor.... é preciso entrar em tudo na vida com calma... guardar sempre algo do muito que temos para dar... para se dar mais tarde... quando circunstancias da vida o necessitarem...

deste-me tanto... tudo de uma vez... e agora quando mais precisavamos estavas seco ... não tinhas mais nada pa me dar......

não existem culpados... são circunstancias da vida...
[sinto-me melhor agora... agora estou no caminho certo para estar bem...
sei que se eu ficar bem.. tu também ficarás bem...]
o nosso lema...

eu aprendo que nunca mais entro numa relação com pessimismo... porque pessimismo atrai coisas más.... e quando estava cheia de positivismo... era tarde...

[aprendo contigo que é preciso calma para saber o que sentimos e o que queremos... ]
e Amor... esse não aparece em meses... esse constroi-se ao longo de uma vida...

quinta-feira, 11 de junho de 2009

"Por vezes precisamos de nos sentir confusos para nos podermos erguer"

[li esta frase hoje, no final de um dos episódios da Série Anatomia de Gray... achei curiosa...]

sábado, 6 de junho de 2009

Por Fernando Alvim

Anda tudo a queixar-se do que poderia ter sido, quando em muitas das vezes pode ser ainda. Escreve-se demasiado. Fala-se demasiado e faz-se pouco pelo amor. Os grandes romancistas sabem exactamente do que falo. E não deve ser por acaso, que na sua grande maioria – sobretudo os melhores – foram pessoas que não se safavam nada bem neste domínio. Veja-se por exemplo o Pessoa, as cartas a Ophelia são muito bonitas sim, mas se em vez de escrever tanto a expressar o quanto gostava de estar com ela, estivesse de facto com ela, as coisas teriam sido muito diferentes. Ou então não, já nem sei.
O amor pode ser uma coisa muito desgastante, tal como quando partimos para uma longa caminhada, em plena uma da tarde de um verão quente, e percebemos que as sapatilhas vão cedendo ao asfalto que escalda.
O amor é como uma qualquer refeição: se estiver demasiado ao lume, pode queimar-se. Daí que quando se parta para uma coisa destas, se use inicialmente o lume em valores muito próximos do máximo e depois, em quase todas as receitas, se aconselhe a colocar em lume brando. Embora eu não concorde, eu sei que é assim. Daí que muitas das relações se salvem por isto, por na verdade, terem percebido que não podiam estar sempre submetidas a altas temperaturas. E assim, se safam. Ou se adiam. De tal modo que com o tempo, depois do lume brando, há relações que se encontram a alourar, que é – como toda a gente sabe – o que lhe dá o verdadeiro gosto, o sabor que só o tempo sabemos poder dar. Mas há quem não o faça e normalmente esturrique o amor. Precisamente, porque não lhe terá sentido o cheiro a queimado.

in: Ritmos e Perspectivas

O Fim da Luta - Balla

Gosto de ver-te passar

Anseio por ver-te passar
Mas eu não vou,
Não vou...

Adoro ver-te gozar
Quero ver-te gozar
Mas eu não estou,
Não estou...

Eu provavelmente morro com o fim da luta
Mas se te faz feliz eu paro
E recomeço com um ódio de amor
Que nao nos faça tanto mal, que não nos torne mais amargos
E nos deixe sem dúvidas, eu
Provavelmente morro com o fim da luta, mas se te faz feliz...

Hoje não vamos falar
Recuso ouvir-me falar
Mas eu não sou...
Não sou...
Forte pra te contestar
E tu queres ver-me gozar,
Mas eu não estou...
Não estou...

Eu provavelmente morro com o fim da luta
Mas se te faz feliz eu paro
E recomeço com um ódio de amor
Que nao nos faça tanto mal, que não nos torne mais amargos
E nos deixe sem dúvidas, eu
Provavelmente morro com o fim da luta, mas se te faz feliz...

Eu provavelmente morro com o fim da luta
Mas se te faz feliz eu paro
E recomeço com um ódio de amor
Que não nos faça tanto mal, que não nos torne mais amargos
E nos deixe sem dúvidas, eu
Provavelmente morro com o fim da luta, mas se te faz feliz...

Eu provavelmente morro com o fim da luta...

Eu provavelmente morro com o fim da luta
Mas se te faz feliz...

terça-feira, 2 de junho de 2009

depois de uma semana carregada apenas de bons momentos, caio novamente na realidade próxima que cada vez mais me consome... cada dia que passa vai-me consumindo...

foi uma semana repartida para estar com as pessoas a quem mais me dou, sim dei-me a ti com toda a entrega, sem limite nem compassos de tempo a cumprir (eu), dei-me aos amigos não descumprindo a tradição da minha presença (ENEE 09), por fim dei-me à família (pai e mãe)...

e hoje escondo-me no meu casulo e não quero pensar no que o futuro me reserva... mas se eu fui sempre menina de pensar como posso eu deixar de pensar na incógnita de vida que me espera?

daqui a um mês e meio (sim já ando a contar o tempo), não sei a quem me vou dar, nem quanto tempo terei para me dar, a quem me poderei dar...

sempre me disse forte nesse momento, sempre me vi determinada... e hoje tenho medo de encarar a vida, de encarar o mundo, de encarar as adversidades dos caminhos que terei de procurar e percorrer sem olhar para trás....

e hoje ainda digo que tenho todo o tempo do mundo para me dar, mas hoje também me consciencializo que talvez não tenha todo o tempo que me faço crer...


[era o que já senti e escrevi em rascunho.... hoje (6 de Junho 2009) tive coragem de publicar porque o que aqui digo foi conversado... e já não o recebes apenas por escrito...]

[agora penso... como fui fraca e me desarmei quando me defendia... mas talvez a resolução da minha desarmada tenho sido a criação da tua defesa... natural e espontânea...]