Páginas

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Diferente - Gotan Project

En el mundo habrá un lugar
para cada despertar
un jardín de pan y de poesía

Porque puestos a soñar
fácil es imaginar
esta humanidad en harmonía

Vibra mi mente al pensar
en la posibilidadde
encontrar un rumbo diferente

Para abrir de par en par
los cuadernos del amor
del gauchaje y de toda la gente

Qué bueno che , qué lindo es
reírnos como hermanos
Porqué esperar para cambiar
de murga y de compás .

sábado, 27 de dezembro de 2008

é o adjectivo mais fácil de caracterizar algo,
"DIFERENTE"
... e essa diferença dependerá certamente da subjectividade de cada um...

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Feliz Natal


[centro da cidade de Fafe Natal-2007]



Hoje é véspera de Natal,
pelo menos hoje dá-se o términus ao cosumismo excessivo que se tornou a época natalícia...
se por um lado o Natal é o consumismo, por outro é a união...
vamos dar valor a este último,

Hoje, estarás com as pessoas que mais amas se a vida assim te permitir...
produz esta noite muito amor, partilha muito amor, fraternidade,
mas, prolonga espande esse amor, essa fraternidade
durante todos os teus dias, em todos os teus anos...
é este amor que nos torna diferentes
é este amor que nos permite dizer somos pessoas
AMAMO-NOS!


Porque Natal é sempre que o Homem quiser...
para mim, para ti, para nós
MUITO AMOR

[Fafe -2007]

[não precisas dos bens materiais para ser amado, para amar. Se por um lado o Natal é alegria para uns, para outros é tristeza, porque nem sempre somos capazes de estar/conseguir estar junto de todos os que amamos,porque nos deixamos levar pela dimensão consumista que não é alcançavel a todos...]


sábado, 20 de dezembro de 2008

... será?

"Não vale a pena pensar que ainda há uma ou outra que era capaz de, na dúvida, ficar com o bom rapaz. Isso só pode acontecer quando elas não se acham capazes de chegar ao sacana, ao engatatão de bom coração, ao criançola de nádegas firmes, ao caso perdido de olho azul. O corolário lógico desta tendência feminina é simples: se não é bom c'mo milho, mais vale ser-se mau como as cobras."
in: Gigolô
"E não é que o homem está pejadinho de razão? Adoramos casos quase pedidos (...) É fatal a tendência do mulherio para cair de amores por sacanas..."
in: Teresa C.


[Será verdade, que as mulheres adoram os ditos, casos perdidos? Mas serão esses casos assim tão perdidos? Acredito que não existem casos perdidos, todos os casos têm uma solução! E ainda acredito mais, que as mulheres são os seres capazes de pôr um términus a esses ditos, casos perdidos.]

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

ouves o toque e espreitas para ver quem é.
afinal está do outro lado mais alguem que não esperavas, ainda respiras fundo antes de abrir, finalmente abres e vais logo sem cumprimentos isolar-te no teu mundo.
precisas de respirar um pouco mais, precisas de vincular a melhor atitude, precisas de acalmar o bater do coração...
AGORA sim, vais... olha-te, ignora-te, brinca, sorri-te, vira-te a cara...
mas afinal que raio de comportamento é este tão oscilante...
e pensas
é inevitável não ter o mesmo comportamento. que têm contigo...
e essa vida bárbara continua, no mundo dos fartos, e continuam os desencontros de pensamentos, de comportamentos, de gestos, de sorrisos, de falas, de olhares, ...

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Amor e Ódio

" Fala-se muito de amor sem esclarecer que o mais próximo do amor não é a ternura, mas sim o ódio.
(...) Odiamos o outro porque nos desilude; porque nos exige reconhecer que não podemos esperar reciprocidade total; porque nos custa reconhecer que lhe fazemos e nos fazemos mal se o convertermos em objecto de uma fé cega. Odiamos ao constatar que para construir o vínculo, devemos aceitar uma certa quantidade de separação e perda. Odiamos ao darmos conta que todo o discurso amoroso é provisório, promessa que nunca se realiza da forma como a sonhámos. Odiamos porque sentimos depender de outro, que é completamente diferente de nós e cujas acções não podemos controlar. Odiamos porque nos irritam os seus gestos, a sua singularidade, tudo aquilo que não somos e que, por estar tão próximo de nós, nos conflitualiza e descentra.
(...) Para solucionar este conflito é necessário recorrer à ternura, que é um meio termo entre o amor e o ódio, ambos sentimentos muito humanos que aparecem diarimente nas nossas relações afectivas (...) Enfatizam-nos muito o aprender a amar, mas ninguem nos ensina a odiar. (...) Quando chegamos à fronteira do ódio, quando a nossa irritação está prestes a transformar-se em violência, aparece a ternura como um exorcismo social que nos ensina a conviver com seres diferentes, seres que apesar de não corresponderem por completo às nossas exigências e pedidos, nos brindam com calor e companhia, enriquecendo-nos com a sua presença. A ternura é o caminho que percorremos quando nos damos conta da falibilidade humana, da proximidade do ódio e da facilidade com que, na vida íntima, nos convertemos em sujeitos maltratantes."
in: Ética do Amor por Luís Carlos Restrepo

sábado, 13 de dezembro de 2008

aquele copo...




adoro aquelas noites em que tudo se transforma,
como se a magia me envolvesse

são as luzes, são os sons, são as vozes, são os olhares, são os odores, são os fumos, são as risadas, são os flashes, são os movimentos, são........

sinto-me bem...
isenta de pensamentos...
vivo de sensações,
que bom que é...

acordo no dia seguinte... e sinto-me bem, porque estive feliz... senti-me a pessoa mais feliz...
por esses momentos um mundo não existiu... fui egocêntrica
é bom ser-se egocêntrica... faz falta por vezes...
só com a tua ajuda eu assim me torno...

apesar da manhã dificil que me debrucei depois do teu consumo...
valeu mais uma vez !

terça-feira, 2 de dezembro de 2008


já correram muitas lágrimas por tua causa
[ou talvez só por minha causa]

na verdade, agora já não correm mais,
mas o que sinto continua na mesma

as lágrimas eram a forma que encontrava para ganhar forças nos momentos que se seguiam
e agora onde posso encontrar essas forças?
sinto-me cada vez mais fraca...

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

nunca olhei para tantas opções
e não conseguir escolher uma com uma fundamentação sólida...

pela primeira vez questiono-me se é isto que eu quero...

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Agradeço

hoje não te ofendo
hoje não me revolto

hoje apenas agradeço

agradeço as barreiras
agradeço as dificuldades
agradeço os más maneiras de tratamento
agradeço a frieza
agradeço a indiferença
agradeço tudo de mau que me fizeste
sentir e experimentar
...

agradeço,
porque só me constroiem,
cada vez, melhor pessoa...

sábado, 22 de novembro de 2008

quem não precisa de o fazer,
de o ouvir,
de o ver,
de o palpar,
de o cheirar,
de o tocar...
é simplesmente
de o sentir... de o viver

a vida é repleta de sensações unicas...
sensações que te elevam a emoção...
e partilhar com pessoas queridas...
ainda melhor...
com todo este sentir...
preciso mesmo de segurar as lágrimas...
fico com a emoção à flor da pele...
a felicidade ... é o viver....

[passou um ano... e só hoje descobri o verdadeiro significado do preto e roxo]


segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Só me apetece fazer justiça ao modo de Fafe


para quê fazer tanto mal a outrém??
para quê fazer outrém sentir-se triste, incapaz, desmotivado....
eu aceito bem as críticas, e compreendo-as como um ponto de evolução, crescimento, transformação...
mas se quem está encarregue de o fazer, não vê motivo algum para me fazer alguma crítica
para que vens tu meter-te, se nos cruzamos apenas numa sala em comum, por motivos profissionais....
mete-te em quem te diz respeito....
...
se pelo menos houvesse uma razão lógica para isso
até compreenderia...
PURA implicância...

ás vezes ainda penso que o mal é meu....
e que sou um "frasquinho de perfume" - talvez...
mas, não acredito que me tenha transformado em alguém assim...
aguento e levo com tanto mal em cima de mim, e nem por isso me refufio em queichinhas, ou fazer-me de coitadinha...
se calhar é isso, preferias a minha postura coitadinha....

acho que apesar de tudo, estou demasiado fragilizada....
e começo a dar sinais disso.... ansiedade, insónias, emagrecimento...

QUE MANIA que as pessoas têm de descarregar nos mais fracos,
nos que não têm a ver com o seu mal,

mas, sentes-te melhor. depois???
só me apetece tratar-te por mil e um nomes...
ainda me dás o sorriso de adeus no filnal
de um dia de trabalho...
que cinismo....
e eu na posição que me encontro...
dou resposta ao cinismo....
e cinicamente devolvo o sorriso...

sábado, 15 de novembro de 2008

sábado, 8 de novembro de 2008

[21]

parece que hoje é o meu dia...
[pelo menos é o que me dizem]

na verdade todos os dias são meus
e todos os dias são vossos!
ou
será que nenhum dia é de alguém?
...

sábado, 1 de novembro de 2008

estás aí e eu estou aqui...
eu não estou aí e tu não estás aqui...
é como se tu não estivesses aí
é como se eu não estivesse aqui...
[continuo a viver na ilusão
de que um dia...]

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

terça-feira, 21 de outubro de 2008

ainda me lembro.... como lidava com um sentimento que não sabia que existia...
evitava-te, resmungava-te, acusava-te, da forma mais grosseira que tinha oculta apenas para ti... mas depois sofria (isolada no meu mundo) porque não era assim que eu te queria tratar...
ainda me achavas um ser estranho... alguém que mudava de comportamento instantaneamente...
mais tarde, descobri o porquê deste meu comportamento...
"estavas tão perto de mim... mas estavas tão longe ao mesmo tempo... e como menina que era não sabia lidar com o sentimento novo que sentia... talvez enciumada fosse fria para ti..."
muito tempo passou...
chegas-te a afastar-te de todos... voltas-te... mas por algum tempo senti-te a ti também frio...
e eu cresci... um pouco mais... e tudo se mantém... o que mudou foi apenas a maneira que aprendi a lidar com este sentimento...
hoje não te resmungo enciumada... hoje não te acuso... hoje não te evito...
hoje tu também estás menos frio... estás mais querido... mais atencioso... mais prestável...
apesar de tudo... gosto mais assim...
eu de bem contigo e a sentir-te de bem comigo...



(sempre soube que na vida não se tem tudo o que se quer e muito menos quando se quer... as vezes ainda me pergunto se será tanto assim... talvez se me revelasse fosse diferente... mas não faz parte de mim... esta acção... vivo como tenho vivido até então... talvez um dia seja diferente... talvez um dia me livre de todo este sentir... ou um dia me ausente para um sempre de ti...)

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

...nunca tive tanta vontade de me fazer à vida!

"...O correr da vida embrulha tudo. A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem..."

Taieli Cristina de Souza


(um passo de cada vez... eu vou conseguir...)



quinta-feira, 16 de outubro de 2008

depois fiquei a pensar...

lançaste-me a dúvida, de uma forma semelhante,
a uma situação lançada por mim à um tempo atras...
depois fiquei a pensar...
a minha reacção foi semelhante à tua...

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

um segredo fechado - Classificados

Longe daqui,
Tens um segredo guardado,
Para abrir,
Num lugar mais desejado,
Num lugar onde possas saber,
Que por ser segredo não podes dizer;

Serás tu a sombra que olhas no chão,
Serás a promessa que trazes na mão,
De que serve o teu disfrace e o teu secreto olhar,
Se não tens ninguém a quem te revelar,
Serás o silêncio ou um sonho desfeito,
Será teu o grito que arrancas do peito,
De que vale teres a Lua e o Céu inteiro para voar,
Se não tens ninguém a quem te puder dar;

Longe daqui,
Tens um desejo fechado,
Para abrir
Num lugar mais arejado,
Num lugar onde possas saber,
O que há já muito tempo ficou por dizer;

Serás tu a sombra que olhas no chão,
Serás a promessa que trazes na mão,
De que serve o teu disfrace e o teu secreto olhar,
Se não tens ninguém a quem te revelar,
Serás o silêncio ou um sonho desfeito,
Será teu o grito que arrancas do peito,
De que vale teres a Lua e o Céu inteiro para voar,
Se não tens ninguém a quem te puder dar;

Fixaste o teu olhar no meu,
Ficaste longe daqui,
Tu estás longe de ti,
Tão longe de nós,
Podes parar de saltar,
Noutro lugar;

Serás tu a sombra que olhas no chão,
Serás a promessa que trazes na mão,
De que serve o teu disfrace e o teu secreto olhar,
Se não tens ninguém a quem te revelar,
Serás o silêncio ou um sonho desfeito,
Será teu o grito que arrancas do peito,
De que vale teres a Lua e o Céu inteiro para voar,
Se não tens ninguém a quem te puder dar;


[é um segredo fechado em mim desde à muito tempo... e por ser segredo nunca o revelei... e talvez nunca o revele... às vezes dou comigo a pensar que aprendi a viver com este segredo... a verdade é que a intensidade deste segredo aumenta cada vez mais dentro de mim... e só arrasto um medo... o de não aguentar e auto destruir-me psiquicamente por não o conseguir revelar... mas conseguirei guardar este segredo para sempre? não quero arrastar coimgo para sempre um segredo desta intensidade... gostava de o revelar... mas tenho medo de sofrer mais ao revelar do que no segredo fechado...]

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

... vou esperar pelo amanha

há dias em que acordamos cheios de vontade para a vida,
nada nos mete medo, não existem barreiras nem limites...
existem apenas metas a atingir...

MAS, há outros dias [são estes que me preocupam]
em que reconheces tudo o que tens para fazer,
sabes tudo o que queres,
MAS, faltam as forças... faltam os recursos...
e passas o dia a pensar no que queres e tens para fazer
e chegas ao fim do dia e nada fizeste...

apenas te resta uma coisa...
esperar pelo dia de amanha...
e viver um dia de cada vez...

[talvez no dia de amanha me sinta diferente...
talvez amanha seja capaz de produzir vida...]

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

o segredo do sucesso

frustração é não ter amigos,
é não ser amiga...
é não saber dar uma palavra certa a um amigo,
é não saber ouvir,
é não saber sorrir,
é não saber valorizar a familia boa que se tem,
é não saber refletir na vida,
é não saber o que se quer,
é não ter objectivos definidos......

se sabes, tens e fazes tudo isto...
és especial...

hoje aprendi/tive oportunidade para refletir mais uma coisa...
para gostarmos de ser o que somos,
para gostarmos de fazer o que fazemos,
para termos sucesso no que ambicionamos,
precisamos de trabalhar para isso...
assim alcançamos o pretendido...
e damos ao nosso cerebro...
motivação, satisfação...

tudo graças à Dopamina que se liberta quando tal acontece...
e satisfação traz satisfação
e motivação traz ainda mais motivação...
crê mais em ti...
nunca é tarde para trabalharmos no que queremos :)
estamos sempre a tempo...

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

são tantos os prazeres da vida...

e para os alcançares não precisas de muito tempo a perder
e nem muito espaço a percorrer...
vai ao encontro dos verdadeiros prazeres da vida...
e VIVE

domingo, 21 de setembro de 2008

gosto de sorrir para ti
gosto de te ver sorrir para mim

gosto de olhar para ti
gosto de ver olhar para mim

ao pé de ti sinto-me segura
dás-me segurança
sinto-me protegida

dá-me ainda mais de tudo isto
e mais do que isto tudo...

sábado, 20 de setembro de 2008

não tenhas vergonha dos sentimentos que sentes,
não te acuses por sentir...
melhor
mostra o que sentes
divulga o que sentes
...
afinal,
sentir é das melhores coisas que podes viver
orgulha-te por possuires sentimentos

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

"quando o silêncio nos sufoca,
nos embaraça..."

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

gosto de vos ouvir...

existem pessoas que é muito bom ouvi-las falar...
nem consegues interpelar isso, ficas centrada apenas nas suas palavras, que por mais que tenhas palavras para dizer, as palavras não te saiem...
não sei explicar muito bem o que é isso, mas a mim acontece-me muito com pessoas que admiro, que me ensinam, que me fazem pespectivar um futuro próximo, que posuem um bom pensamento crítico e que te lançam para o mesmo...
antes, achava que apenas o meu pai tinha esse poder sobre mim... depois em ensino clinico acontecia-me o mesmo com um professor orientador e agora acontece-me com um amigo...
é como se tudo o que te dizem, tu valorizes e concordes, mas nem tens muito como mostrar essa tua mesma opinião e visão das coisas...
sinto-me diferente...

sentimentos fortes

antes eu pensava que nunca iria saber o que são esses tão falados e desejados "sentimentos fortes", mas afinal a vida leva-nos mais cedo ou mais tarde na direcção deles... (ainda bem! ou talvez não... porque por vezes trazem sofrimento)
tudo continua na mesma... por vezes achamos que a distância os atenuam ou mesmo eliminam (ilusão que até hoje será a pior), mas não.
ainda te dás a conhecer a outros pensando em atenuar ou ocupar esse lugar que existe dentro de ti, ainda pensas que estás a conseguir ou quase a conseguir, mas não...
acabas por cair na tua realidade e está tudo na mesma, nem o tempo, nem a distancia, nem a ausencia, nem os silencios, nem as palavras rudes, conseguiram mudar...
segues o teu caminho, da forma que achas que melhor consegues. claro que não estas bem, nota-se.
mas também, não consegues fazer mais... e também não sabes porque não consegues...
será que um dia vais conseguir fazer alguma coisa... não me parece ... és uma pessoa fraca... deixas que tudo se repita novamente.
(sempre soube como realmente és. nenhuma das tuas atitudes me fizeram ver-te de outra forma... és tu...)
... um dia vou aprender a ser feliz com tudo o que tenho...
aprender a dar valor ao que tenho e não valorizar tanto o que não tenho.

terça-feira, 16 de setembro de 2008

descobri arte nas minhas mãos!

sim, fiz uma linda imagem a absorver chá de uma mesa com um lenço de papel...
para mim... um coração.... para os que me acompanhavam... era mesmo um coração...

fiz uma linda arte.
se tinha sentimento?
digo-te que sim.

domingo, 14 de setembro de 2008

quando te encontras com alguem que não vês à muito tempo, não sabes o que vais encontrar...
podes encontrar a mesma pessoa a que te acostumas-te... ou encontrar uma pessoa diferente, independentemente que, na tua opinião, seja para melhor ou pior...
tu próprio poderás estar diferente...
talvez mais confiante, com mais determinação, com mais atitude...

claro que as diferenças vão criar um outro clima, um outro contacto social...
mas depois de expostas as diferenças, volta novamente a acomodação e percebes que afinal até são e continuam amigas...

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

será uma questão de atitude?

já paraste para pensar em determinadas atitudes que realizas?
repara nas vezes que ignoras a pessoa que mais estimas...
repara nas vezes que resmungas com a pessoa que mais amas...

que medos são estes?
estima quem estimas e ama quem amas.

quantas vezes falaste "torto" para uma pessoa que amas, porque uma outra pessoa que amas assim te falou?
quantas vezes ignoraste uma pessoa que estimas, porque uma outra que também estimas assim te ignorou?


CHEGA
e muda de atitude, porque torna-se um ciclo...


PÁRA
e enfrenta porque quem te ignorou e quem te mal falou,
muito certamente fê-lo porque também a ti, te estima e ama...

terça-feira, 9 de setembro de 2008

para que te valorizem, valoriza-te

hoje valorizo-me pelo que sou, por o que tenho, pelo que dou, por o que recebo, pelo que me deixo ser...
chega de me desvalorizar... afinal aprendi muito durante estes vinte anos, afinal tornei-me alguem especial.
não me importo que me vejam especial.
importo-me apenas com aqueles que foram capazes de me conhecer, que receberam o meu sorriso honesto, que receberam o meu abraço forte, que sentiram os meus beijos sentidos, que ouviram as minhas palavras, que se partilharam comigo...
gosto de voces, mas mais do que de voces... gosto de mim...

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

(segredo dos anjos)

[tenho tudo por dizer e não digo nada]

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

o que interpreto para mim é certamente diferente para ti...

entregação diferente,
outra vivência...

[Tem calma]

mas afinal o que julgo ter calma?
calma não é sinónimo de ficar parado.

que palavra misteriosa!
sim...
por detrás desta palavra [personalidade]
podes esconder-se muita coisa...

[quero]

e a conduta vai depender de quê? [personalidade]

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

sábado, 30 de agosto de 2008

"Faz de ti a tua melhor companhia...
perde o medo de caminhar sozinha!"
(por Menina do Mar em Tapete Rolante)

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

mundo pequeno


Fafe, Braga, Coimbra, (...)
definitivamente acho este mundo pequeno...


pensando melhor, o mundo é feito na medida certa
feito de forma a que o destino de cada um se defina
independentemente do tempo...

por isso, de nada vale ter medo da sua dimensão
Sê feliz



sábado, 23 de agosto de 2008

caminho dos sonhos vs caminho da vida

parque da cidade de Coimbra (5-07-08)
[elaborado por crianças de todo o país]

o sonho comanda a vida
ou
a vida é comandada na direcção dos sonhos?

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

a verdade pode ser cruel
mas
dizem que compensa...

diz-me a verdade!!!

terça-feira, 19 de agosto de 2008

ela sentia como se estivesses mais uma vez na varanda.
não estavas.
seguiu o seu caminho, olhando para trás
e nesse pequeno instante, ocupou-se de recordações, de segredos, da cumplicidade, da amizade, da partilha, da gargalhada, da disponibilidade, da alegria

as vezes que encontrou ajuda, apoio quando se encontrava em baixo,
as vezes que se sentiu bem por retribuir essa mesma ajuda.
as vezes que carregou no botão da máquina fotográfica, que agora cerca momentos unicos
as vezes que juntas trocaram ideias, desejos, medos, confidencias
as vezes ...........................
e ainda se perguntou: "estarás bem? que história estarás a viver? diferente com certeza...

foi tanta, mas tanta história...

e eu pergunto-me a mim: que história estou viver? que história escrevo?

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

o coração satisfaz-se com o que ouve,
com o que quer acreditar
a cabeça procura muito mais do que isso,
procura o que pode estar por detrás de uma palavra,
de um sorriso, de um gesto
o coração acredita que existem pessoas especiais,
a cabeça julga todos iguais.
o coração acredita
a cabeça desconfia
...

domingo, 17 de agosto de 2008


O que és capaz de fazer para estares à altura de uma boa companhia?

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

porque preferem as pessoas lutar mais pelo que menos ambicionam? acabando por lutar menos ou nada, pelo que mais desejam... [ainda que inconscientemente]
já alguma vez paraste para pensar nisso?

eu parei para pensar.
e só encontro uma razão.
o medo.
medo de obter um NÃO...
porque é mais fácil ouvir um não do que menos se ambiciona, do que ouvir um não do que mais se deseja.

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

porque és demasiado especial mãe...

por ti seria egoísta, quereria-te só para mim...
mas, mãe eu já cresci
e agora apenas quero
que tomes conta de ti...
toma conta de ti
pensa mais em ti

por tão especial que és, sei que não consegues
pensas em mim, pensas no pai,
pensas no resto da familia,
pensas nos amigos,
pensas nos vizinhos...

valoriza-te mãe por tudo que fizeste e ainda fazes,
valoriza-te pelo que és
valoriza-te pelo que conquistaste
valoriza-te pelo bom que nos dás...

[não queria outra mãe senão tu]

quero dedicar-me ainda mais a ti,
agora acho que o podia ter feito mais
por isso aí vou eu...
... vou agora ao teu quarto dar-te um beijo
e ouvir o que me tiveres vontade de dizer...

hoje recordo

disse que estava bem
disse que não estava triste
mas
o que digo e o que mostro
não era a forma como me sentia
mania de me fazer de forte
mania de proteger o outro
e pior
quando voltei ao meu mundo
desatei a chorar
culpabilizei-me
acusei-me
fiz-me sentir a pior pessoa do mundo
deveria mostrar como me sentia
talvez o tenha feito mesmo não querendo
talvez podesse ter sido ajudada
talvez passasse o sentido de culpa a outro
mas isto eu não queria
principalmente que por mim o outro sentisse pena

terça-feira, 12 de agosto de 2008

Sonhos (não) pe(r)didos
o que preferes?

pedidos
aqueles que mais desejamos, os que guiam a nossa conduta

perdidos
aqueles que sonhamos durante a noite e que se esquecem ao despertar e deixam a sensação de vazio

não pedidos
aqueles maus que nos atormentam, e nos fazem acordar assustados

não perdidos
os que recordamos ao acordar, e os que se reaizam na nossa vida

na verdade a nossa vida é feita de SONHOS

domingo, 10 de agosto de 2008

apetecia-me estar neste carro

(Póvoa do Varzim - 10 Agosto)

a percorrer esta estrada...




(campos de arroz junto do Rio Mondego - 6 Agosto)





(Mar Figueira da Foz - Buarcos - 7 Agosto)







sentir a areia e o mar ao mesmo tempo



a curtir a NOITE em grande

e a derreter-me com tanta beleza natural...

(Rio Mondego - 8 Agosto)


... que bom tempo este recente passado

domingo, 3 de agosto de 2008

eu compreendo... eu entendo...
mas não me interpretes mal...

sábado, 2 de agosto de 2008

Intervalo - Per7ume e Rui Veloso

Vida em câmara lenta,
Oito ou oitenta,
Sinto que vou emergir,
Já sei de cor todas as canções de amor,
Para a conquista partir.
Diz que tenho sal,
Não me deixes mal,
Não me deixesÂ…
No livro que eu não li,
No filme que eu não vi,
Na foto onde eu não entrei,
Notícia do jornal
O quadro minimalÂ…
Sou euÂ…
Vida à média rés,
Levanta os pés
Não vás em futebois, apesarÂ…
Do intervalo, que é quando eu falo,
Para não me incomodar.
Diz que tenho sal,
Não me deixes mal,
Não me deixesÂ…
No livro que eu não li,
No filme que eu não vi,
Na foto onde eu não entrei,
Notícia do jornal
O quadro minimalÂ…
Sou euÂ…
Não me deixes já
A história que não terminou
Não me deixesÂ…
No livro que eu não li,
No filme que eu não vi,
Na foto onde eu não entrei,
Notícia do jornal
O quadro minimalÂ…
Sou euÂ…
No livro que eu não li,
No filme que eu não vi,
Na foto onde eu não entrei,
Noticia do jornal
O quadro minimalÂ…
Sou euÂ…
********************************************************
esta música é especial para mim neste momento...
sinto-me a viver um intervalo... é como um programa de televisão que é bom, mas que depois lá vem o raio da publicidade estragar o que estava tão bom...
mas, esse intervalo faz-nos por vezes adormecer... e perdemos o resto do programa...
vivi algo tão bom... mas veio um intervalo...
e não sei se ficará adormecido
ficando pelos sonhos
incertezas
aquelas que nos prendem num canto, que nos cercam, que nos fazem sentir inferiores, que impedem a satisfação da nossa conduta, a concretização do que desejamos
que nos provocam medo

deixo-vos cercadas, bem longe de mim...
e sem medo sigo o meu caminho

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

não me tenho refugiado neste meu mundo a algum tempo, não tenho expressado o que estou a sentir, como me sinto...

mas estou "num momento" (acho que não é um momento, talvez uma situação... não sei) em que sinto a minha mente´se sente interpelada vezes e vezes involuntariamente... (revolto-me queria sentir-me de férias) por pensamentos carregados de ambiguidades, dúvidas, recordações, generalizações, suposições...sei lá... guardadas em mim...

mas, por vezes tenho uma péssima sensação de inferioridade, de incapacidade, de culpada, de vulgar... estes não quero guardar em mim... não quero que façam parte de mim...

faz-me bem este espaço onde releio os meus "sentido passado", principalmente os que me valorizo, os que me concretizam... quero dar valor ao meu passado.. ao meu presente e ao meu pretendido futuro...

hoje acordei com vontade de me ver... de me sentir ÚNICA

quarta-feira, 30 de julho de 2008

que raízes?


raízes inatas
raízes que procuramos
raízes que criamos


voltar às raízes ou criar as próprias raízes?

segunda-feira, 28 de julho de 2008

a nossa Cumplicidade

[amo-te MÃE]
adoro ter-te como cumplice... e dizer que és minha cumplice... cumplice dos meus pequenos pecados...




sexta-feira, 25 de julho de 2008

"Coimbridade"

senti de perto a "dor" de alguém que abandona esta cidade ao acabar o seu curso
numa cidade carregada de misterios, de historias, de segredos, de memórias...
que poder exerce na mente o silêncio no átrio das faculdades, a vista esplendida dos arredores da cidade, os registos anteriores encontrados num banco, numa parede...
dá alimento ao pensamento... ao melancólico ... ao nostálgico... à antecipação da saudade...
imagino a mistura de sensações e emoções que transmite... perto do final
são anos que por aqui se passam... são laços que aqui se constroiem ... são experiencias... são aprendizagens... são... são e são...
sinto que todos os momentos são vividos intensamente desde logo... sentidos como únicos...
é como se coimbra fosse fora de Portugal... é como se fosse um sonho... única... especial...
sabe-se que muito se leva para sempre no coração ...
mas fica sempre o receio de perda... a sensação de perda
é uma fase da vida que parece resumir-se a um só momento... vive-se continuadamente no extremo das emoções, dos sentidos... daí a sensação de uma fase curta... de passagem...
aqui criam-se vivencias novas e que por aqui se terminam... são vivencias que não encaixam na vida profissional... na vida familiar... na terra natal.... são vivencias académicas...
será tristeza que se sente? não.
pareceu-me um sentimento novo... ainda não denominado... (poderia designar-se coimbridade)
nada mais posso desejar a todos os que concluem o seu curso
BOA SORTE...
estão agora prontos a começar a vida... a realidade... as responsabilidades...



quarta-feira, 23 de julho de 2008

FUI à procura, não sabia o que iria encontrar
mas não me surpreendi com o que encontrei,
as circunstancias não são as melhores,
e a justificação para as ultrapassar
também não me parece assim tão forte.

se tenho medo de andar sozinha? NÃO


digo muitas vezes: aproveita o momento!

foi bom o momento, mas fica sempre o desejo de mais...
o momento é vivido apenas como um mero momento.
o momento é a ilusão, é a intensidade das emoções, é como um antónimo de responsabilidade... é seguir o nosso ímpeto sem a razão
um dia recordarei FOI BOM...

terça-feira, 22 de julho de 2008

segunda-feira, 21 de julho de 2008

estou a sentir-me mal comigo mesma!
estou numa tempestade de impulsos nervosos...

começo a querer encontrar culpados,
como se estivesse a cometer um crime.
começo a querer encontrar explicações,
como se houvesse alguma coisa a justificar.
em todas as situações da nossa vida,
pensamos
se não a vivermos nunca saberemos como seria
e isso perseguir-nos-á

se a procurármos viver, saberemos
o que será,
o que é,
e o que foi...

minha mãe costuma dizer:
"o que tiver de ser, será"

domingo, 20 de julho de 2008

ESTOU, MAS EU VOU

ESTOU em casa...
a casa que está sempre à minha espera... as pessoas que estão sempre com saudades e que querem saber como estou e como passei... que se preocupam ,mais que todos, comigo...
e recebem-me sempre com tanto amor (acho que temos bastante dificuldade em demonstrar perante os outros os sentimentos que sentimos, assim pode-se considerar genético), com tanta felicidade, com tanta atenção e disponibilidade... tão bom que é...
guardam momentos e feitos para comtemplar comigo, guardam adquiridos e oferecidos para partilhar comigo... gosto tanto... fico ainda mais feliz...


MAS EU VOU...
não existem culpados, nem situação a julgar...
não existe compromisso, nem justificação a dar...
existe uma força interna que move...
tenho de ir, não vou enganada,
como conclui....pensar sim e muito, mas depois de tanto pensar
não é mau buscar... buscar o que tiver para receber...
e quem sabe? buscar o que procuro receber...
buscar o que estou disposta a dar


sábado, 19 de julho de 2008

as vezes acontece não conseguir dormir,
mas associamos sempre a uma situação
geradora de ansiedade...
e agora?
eu queria dormir... mas não consigo...

quinta-feira, 17 de julho de 2008

sentia-me feliz porque também estavas feliz
sentia-me concretizada e realizada

é contagiante a alegria de alguem a mim muito querida
como o Nuno me disse:
(mais ou menos assim)
"tu consegues estar bem contigo e com a vida, se tiveres capacidade de contribuir e contemplar para o bem-estar do outro"

sim esta noite esitve rodeada de gente feliz, de gente de bem, e com uma plenitude de emoções atingida... como não me haveria de sentir da mesma forma? (quase todos)
comtemplo a maneira de sentir dos meus amigos... e procuro contribuir
...
se eles estiverem bem e felizes também me irei sentir bem e feliz...

na vida tudo acontece assim,
não consegues estar bem contigo porque realizas as tuas ambições, precisas também do bem que os outros sentem dentro de si...

hoje sei disto... e valorizo isto...
tenho 20anos
e certamente me irei lembrar desta mensagem ao longo da minha vida...

obrigada por me mostrares como a vida se desenrola, como a vida se mostra ao longo do tempo, como nós próprios nos construímos
e quando digo construímos, não quero dizer mudança, quero dizer progressão...

terça-feira, 15 de julho de 2008

o que pensarão as pessoas que me têm vindo a conhecer?
uma pessoa complicada, envergonhada, desconfiada, sonhadora,
............................. amável???. ...............................
.................................. não sei ...................................
mas defendo aquela linda frase: mostro apenas o que sou!
gostava de ser impulsiva, de agir sem pensar... de não
recorrer a escrita para refugiar aquilo que sinto, penso e faço

gostava de ter força para vencer a cabeça
e
pensar com o coração
......................
...........
..

sexta-feira, 11 de julho de 2008

e quando acabas bem... aquilo que esperas em contagem decrescente?
e vem a vontade de compensar de uma certa maneira o que achaste que esteve em falta até então?
e quando percebes que não tens ninguém por perto que partilhe da mesma sensação?
e procuras estar com alguem, para manifestar o bem estar que estás a sentir?
e não consegues ficar fechada longe do mundo, quando do lado de fora da janela observas uma noite agradável?
e solucionas a partilha com alguém que conheces à pouco tempo, mas que completa o que está em falta com a ausência dos que te completavam?
e surge um desvaneio de conversa e troca de informação?
e pedes um copo e mais um copo como desforra de quem acabou mais um etapa formadora?
e o tempo vai passando, com o olhar para o meio envolvente, com os cruzamentos de pessoas conhecidas, com o flutuar da conversa e do à vontade crescente?
e as horas passam sem que dês conta?
e agora deves ir para casa?
e chegas ao fim de um serão?


e estiveste bem!

segunda-feira, 7 de julho de 2008

não, não. nao sou menina de recusar nem de fugir... vou em frente
ainda que, com o ruborzinho na face e com a voz e gesto trémulo...
pensando no agora... sem pensar em super-proteger-me,
agora quero o presente, não quero estar a pensar no amanhã.

sexta-feira, 4 de julho de 2008

estrela cadente

nesta noite vi uma linda estrela cadente e fiquei toda deslumbrada ao vê-la
é tão bela e misteriosa, deve ser a sua espontaniedade que nos faz vibrar
... durante uma noite só, muitas aparições como esta devem surgir,
mas a fracção de segundos em que tal fenómeno acontece
faz com que raramente se observe uma...

sim! sei que é um costume pedir-se um desejo,
mas não sei se é um costume realizar-se.

talvez seja a força de pensamento com que se faz o pedido,
que o torne real e concretizado.

sim, pedi um desejo... mas agora não sei se o fiz
com toda a força de pensamento!

como as ondas do mar

Ericeira - Maio de 2008

é como as ondas do mar... vão umas e vêm outras...
é como as ondas do mar... nenhuma igual a alguma...
cada uma com as suas características,
umas mais intensas, outras mais fracas
que se desfazem mesmo antes de alcançar a areia.

e nunca sabemos como será a que se vê no agora,
como se desfazerá ao alcançar a areia.
pode ser boa e refrescar uns pézinhos,
pode ser má e surpreender alguém
que ao sol está na sua toalha.

[amizade]

quinta-feira, 3 de julho de 2008

tudo nesta é vida é dificil no seu inicio....
é o tempo que transforma o que parece dificil, na melhor das coisas que podes ter, viver e sentir...
o tempo não pára, então deixamo-nos levar por ele...

terça-feira, 1 de julho de 2008

Cansada!!!

o mundo onde procuro dar resposta aos meus porquêS!!!

ÀS vezes acho que a minha vida é feita de porquês!
e se calhar isso não é muito bom... pareço viver num mundo indefenido... em nada concreto...
sempre à procura de algo, de uma resposta, de uma definição, de uma explicação, de uma solução...
porquê?
hoje, pergunto-me porque é que o ser humano criou classes sociais...
para quê a criação de uma hierarquia... porquê a sua origem?
talvez essa origem se deva à existência de uma grande variabilidade de personalidades
talvez por existirem personalidades humildes a outras autoritárias...
serà???

mas porquê, que quando se atinge uma classe superior, se perde a humildade caracteristica?
afinal o que define o ser humano?
um papel social? ou os principios?

um dia também chegarei a algum escalão... mas nunca deixarei de valorizar os principios que adquiri... os principios que me formaram como pessoa que sou... os principios transmitidos pelos meus pais que tanto estimo e admiro... os principios que fazem de mim concretizada...

segunda-feira, 30 de junho de 2008

...sinto-me à espera!

não sei porquê? não consigo definir porquÊ?
mas, sinto-me à espera....

(...)

quinta-feira, 26 de junho de 2008

... e sentirmo-nos felizes por ter tempo, para viver o momento no seu tempo

mas como sabes que estas no tempo certo para viver o momento?
como sabes que conheceste uma pessoa no tempo certo?
como sabes que falaste no tempo certo?
como sabes que estiveste lá no tempo certo?

talvez a forma de acreditar... que é o tempo certo...
o torne mesmo certo...

mas pior é quando sabes que não foi no tempo certo!!

sábado, 21 de junho de 2008

abelhinha que andas pelas flores da beira rio...

abelhinha que vadias pelas flores do jardim... pelas flores dos vasos pendentes nas varandas das lindas casas... porque vadias também pela flores da beira rio???
meros encontros ... provenientes do acaso
e agora??
haverá tanto pólen nessas flores para as abelhas que aí se encontram??

saliento que foi bom.
as abelhas conseguiram partilhar o pólen e produzir algum mel...
talvez um mel com menos carinho... menos cumplicidade... menos confiante... menos seguro... menos doce...

... para tudo na vida é necessário o ponto de começo... um ponto de reencontro...
é como se tudo precise de um treino...
reiniciar por um mel menos doce.... para quem sabe alcançar o mel docinho até então acostumadas....

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Abelha vadiante - cont.

a abelha visitou a sua antiga colmeia... mas nem todas as abelhas que se estimavam... a receberam...
contudo outras abelhas vão ocupando o espaço da colmeia para produzir o seu mel...
e estas sim... acolhem e convidam a abelha vadia....
parece que a produção de mel tem vindo a diminuir...
e provavelmente a colmeia se desmorará....
ai como esta abelha fica triste....
:(

quarta-feira, 18 de junho de 2008

e a beleza do verdadeiro amor de mãe...
que ultrapassa os genes...
HOJE, presenciei um amor tão verdadeiro... que me emocionei...
hoje pensei nas coisas boas passadas... nos momentos que me fizeram feliz...
mas agora quero parar... e deixar-te para trás...
seguir outro rumo....
da forma que eu acho que consigo...
há muitas coisas que anseio nesta vida... mas será que posso ter tudo o que mais anseio?
será que me posso sentir bem... com coisas que menos anseio?

quero exprimentar ter estas coisas não tão esperadas ...
e deixar de esperar pelas que mais espero e desejo...

e quem sabe sentir-me bem com isso...
porque as coisas menos desejadas surgem repentinamente e
facilmente se podem tornar nas mais desejadas...

creio eu!!!

e agora???

porque há tempos impostos a cumprir... e que de certa forma afectam o nosso ímpeto,
porque há fardas que definem de certa forma um papel social,
porque há espaços que restringem o comportamneto e as atitudes,
porque nem sempre podes fazer, ter e ser o que queres,
porque vivemos numa sociedade que delimita uma conduta,
e fora disso???

bem, fora de todos estes contextos, quero perder a cabeça e...
agora quero deixar de pensar (:::)
e
agarrar o que tiver para agarrar...
e deixar de ser diferente...
.
.
.
porque não?
...

terça-feira, 17 de junho de 2008

sexta-feira, 13 de junho de 2008

parece estarmos a entrar na normalidade ou não normalidade do nosso dia-a-dia....(pelo menos quando estamos acostumados a algo mesmo que mau... acabamos por lhe atribuir o nome de normal...)
hoje, as prateleiras dos supermercados voltaram a sentir-se cheias... e os carros voltaram a sentir-se alimentados... e os camioes a sentirem-se apressados após determinado descanso...
talvez podesse dizer, bem estamos felizes... podemos abastecer os nossos pertences e até mesmo o nosso corpo das materias primas frescas... mas o verdadeiro problema gerador da realidade ocorrida durante estes ultimos dias resolveu-se?'....
************************************************************
e eu? eu podia estar um pouco melhor... hoje apercebi-me na vida mais uma vez a importancia do silêncio e do estar calado nos momentos certos... e se agora podesse voltar atrás? bem, calada não ficaria, mas expressaria-me atraves do silêncio...
nós, somos um ser que luta e sempre lutou pela independência e também pela autonomia... sim é dificil para mim, depender da prestação de alguém... é dificil para mim ser submissa a conselhos impostos...

quinta-feira, 12 de junho de 2008






...................................em que país estamos??


por um lado numa paralização de camiões e camionistas....
por outro lado numa loucura de festa em apoio a uma selecção nacional...

começo a pensar cada vez mais no qu nos está a acontecer....
os alimentos frescos começam a estar em falta nos supermercados... outros alimentos estam a estragar-se, devida a ausencia de transporte até ao consumidor... e tanta gente a passar fome por este mundo.....

o combustível também começa a falar nas gasolineiras das grandes cidades...... se assim continuamos o país entra em paralisia geral....

Superiores, pensem nas consequencias ..... abram os olhos.....

começo a ter medo do país em que vivo... começo a ter medo do que possa vir acontecer dentro de algum tempo....

.....

no entanto, vivemos eludidos por uma selecção...que joga bonito e bem.... e aí os protetos são outros....
carros agitados e barulhentos nas ruas de Coimbra em marcha (tal como tive o prazer de observar, hoje...) brindes... uma grande festa.... aí já ninguem pensa nos custos de combustivel... e que ganhos temos nós cidadãos com isso???

só se forem psiquicos...pela ocupação e distracção causada....

segunda-feira, 9 de junho de 2008


... à procura de liberdade de pensamento

porque brilhas nas estrelas que observo no céu escuro da noite... e mais do que brilhar ... vejo a refração desse raio luminoso noutras direcções....
no mar refletes nos meus olhos, através do translucido azul ondulante...
no meio da multidão fazes-me sentir só, pela tua ausência...
e na mistura de aromas da natureza... procuro a tua fragância ...
ainda recebo o calor das radiações solares... mas mantenho-me fria...

mas de tudo o que mais me atormenta é a tua presença no divagar do meu pensamento...


[... um dia digo-te porquê... COMO preferia a inexistência deste porquê...]

sexta-feira, 6 de junho de 2008

FRACOS!!!

fraco, quem não exprime os seus sentimentos...
fraco, quem ama e não diz que ama...
fraco, quem atenua o sentimento, na companhia oportuna...
fraco, quem foge de quem admira...
fraco, quem ri e está a sofrer...
fraco, quem não gosta e finge que gosta...
fraco, quem não enfrenta os seus problemas...
fraco, quem pensa que a distãncia é solução...
fraco, quem diz "o tempo cura tudo"...
fraco, quem repete um erro...
fraco, quem cai na seduação de outrem...
fraco, quem julga "não preciso de ninguém"...
fraco, quem não faz os seus próprios juízos...
fraco, ...

sexta-feira, 30 de maio de 2008


tudo começou por um convite para jantar... o qual tinha vontade de aceitar... o qual tinha medo de o experienciar... tinha medo de quem poderia estar presente... mas por outro lado tinha a chance de estar com os presentes no contexto de antes... um contexto de quase familia... como tantos outros jantares anteriormente... SIM, tinha aqui a oportunidade de perceber se as coisas que sinto diferente estavam ou não diferentes...

antes nunca tivesse a oportunidade de o saber... pois, as coisas estão mesmo diferentes... antes sentia-me especial... amiga... companheira...
agora sinto-me uma estranha... uma ninguem... alguem sem importancia... como uma figurante no meio de uma cena....

antes fazias-me companhia... não me deixavas só... e até te importavas com o meu bem ou mal estar...
agora, deixas-me só.... ignoras a minha presença... evitas-me... parece que me foges... sinto que a minha presença te faz mal... se por alguma razão fico eu e tu... tu sais e deixas-me...
nem sei o que prefiro! pensar que és assim com todos? ou pensar que és assim só comigo???

ai como gostava de te abordar com isto... mas não sou capaz... talvez por tantas incertezas que tenho... e por tantas incertezas que me provocas... e quem sabe... por tantas incertezas que tens...

eis que me aparece esta imagem...sim aí percebi...
e agora quero fazer tudo como se me contemplasses...ou tudo como se alguem me contemple...
e fazer tudo como sou... como gosto de ser... como me orgulho de ser...
e sentir em mim...
tenho sempre quem me contemple...

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Hoje... ponho ponto final a tudo....chega de sofrer por tua causa...
quero-te muito e achava que tu também me querias, mas cada vez mais me parece que não... porque falas espontaneamente com todos, mas comigo só o extremamente necessário: "quero-te tanto!!!"
será por minha causa? Será a indiferença com que também te trato? o meu desvio de olhar?
Deixa-me dizer que tenho medo de me mostrar, medo de mostrar o que me vai na alma... porque receio a forma como possa ser recebida.

domingo, 25 de maio de 2008

hoje digo,
estou cansada,
cheia de sono, com uma directa em cima,
ansiosa, tenho uma linda semana à minha espera
aliviada, arrumei com os trabalhos pendentes... até no minimo 15 dias....

e estou de rumo para um local tanto esperado ao longo do ano...
uma semana merecida depois de tanto trabalho...
e após três anos, continuo igual... e o que me rodeia também...
pois o que agora não me rodeia... não posso falar da mudança...

mais uma directa para começar em grande....
uma viagem À minha espera aventuresca... À procura...

de lá anseio um regresso cheio de tranquilidade e estabilidade emcional e espiritual...
um regresso, de felicidade, de concretização, de satisfação, de esgotamento máximo de tanto aproveitar a vida....

um sol... quem sabe!!!

sexta-feira, 16 de maio de 2008

" A razão por que dói tanto separarmo-nos é porque as nossas almas estão ligadas. Talvez sempre tenham estado e sempre o fiquem.Talvez tenhamos vivido milhares de vidas antes desta, e em cada uma nos tenhamos reencontrado."
in Nicholas Sparks

Sim, os sentimentos são poderosos....

[vou dormir com os anjos... obrigada Belinha]

quinta-feira, 15 de maio de 2008

Hoje li em algum sitio:
"Nós temos sempre a tendência de ver as coisas que não existem, e ficar cegos nas grandes lições que estão diante de nossos olhos"
in Paulo Coelho
"os momentos de dor trazem essas grandes liçoes que nos recusamos a ver, cheios de pena de nós mesmos..."
bem, isto levou-me a relembrar o que ontem pensei.... e hoje digo,
será por pena de nós mesmos, que temos assim tanta dificuldade em chegar à raíz da dor?
será essa a explicação pela qual sofremos?
mas pena temos de ter por não chegar à origem da dor!!
por má que seja essa raíz... não precisamos de ter pena de nós no momento do seu alcance!!
só assim a vencemos...
vamos em frente... avançar por cima dessa realidade que se vai construindo..... vamos ser felizes!!!

quarta-feira, 14 de maio de 2008

Dor?
quem já não sentiu dor?
Dor? não estou a falar da dor fisiológica... não
estou a falar da dor no peito aquela dor....
sim essa dor.. que somos nós os criadores....

essa dor que doi... e que mata a alma...
aquela dor...
sim.... és tu o criador dessa dor...
não queres a dor... então o que esperas?
procura a cura da dor....
deixa de alimentar essa dor...
assimila de uma vez essa dor....
para que possas perceber que pode deixar de doer...

que ser humano somos??? se criamos o sofrimento a nós próprios...
sim.... a raíz de quase todas as dores está em nós...
chega a essa raíz.... e tem coragem de a eliminar...
só assim deixarás de sofrer!!!

terça-feira, 6 de maio de 2008

mais que as palavras são os momentos vividos... com quem os vivemos e como os vivemos....

segunda-feira, 5 de maio de 2008

sinto-me QUEIMADINHA

ai que arrepio ver esta cidade num dia como o do cortejo da queima das fitas @ Coimbra
tantas pessoas para ver um grande grupo de estudantes... felizes... em festa .... comemorativos...
tantas cores.... tantos sorrisos... tantas lágrimas... tantas cervejas... tanto... tanto.. tanto.
e eu ali com pessoas que gosto... com quem partilho também as minhas emoções... sim porque o melhor que podem dar é permitirem-me que mostre o que sinto... que mostre o que quero....
e continuo com mesmo espirito de união... mesmo passados três anos.... sim eu sinto-me com ele...
e hoje se me perguntarem como me sinto..... eu direi..... QUEIMADINHA......
e ainda direi mais....
direi.....
que estou bem comigo.... porque um dia fui orgulhosa... mas deixei de o ser ... e só é capaz de me deixar triste a forma orgulhosa do outro.... a forma insensível.......
porque ninguém consegue desvalorizar o que viveu... o que sentiu... o que partilhou.... e se desvaloriza.... é porque nunca o valorizou....
..... e ainda direi mais....
estou feliz porque sei gostar.....
é bom que também retribuam este gostar.....
mas se não o acontece.... já é bom saber que eu gosto... que eu sei gostar... que eu mostro que gosto....
PS: só me faltou a mãe e o pai.... mas para o ano... também cá estarão e certamente vão emocionar-se tanto quanto eu.......

quinta-feira, 1 de maio de 2008

continuação de " Abelha Vadiante"

e porque a vida continua.... também esta história teria de ter um continuação....
sim, a abelha vadiante abandonou a sua colmeia, mas neste momento mais abelhas a abandonaram............. nem sei o que a abelha vadiante sente em relação a toda esta mudança...
talvez nostalgia..... mas nunca mais as coisas naquela colmeia seriam da forma como o foram....
a abelha tem vontade de estar com as outras abelhas... mas as coisas já não se resumem à vontade... porque o mel de cada abelha começa a esboçar-se.... e nem todo o mel... é doce.....
abelhinha tens saudades? mas as saudades podiam ser ultrapassadas se houvesse interesse das duas partes....
abelhinha estas triste? não fiques. a vida continuou como sempre soubeste que iria continuar... e não é hora de olhar para trás. Há coisas que ao perto não se vêm e às vezes só a distãncia as permite ver...
sentes que só lá poderia ser realizado um novo encontro? não é bem assim.... basta que também sinto saudades tuas.... senão as sentem é porque não foste assim tão "gostada" naquele local...
e agora... aproveita o que tens e bora para a frente....

quinta-feira, 24 de abril de 2008

Quem a cala?!
Quem a percebe?!
O silêncio é de ouro,
A solidão é de prata
O isolamento é o bronze.

Que triste a condição humana,
A falta de lucidez,
A falta de tino
Que tristes são os “perdidos” deste mundo.

Aquela que ao meu lado lamenta
A noite, a prisão, o vizinho,
A droga, a família, o roubo…
Tanto mais de dor tem que eu.

Porque não consigo viver,
Porque desejo a morte,
Porque não é suficiente,
Porque não é excelente,
Esta vida que “Deus” me deu.

in Ariane, 23 de Abril

sexta-feira, 18 de abril de 2008

quinta-feira, 17 de abril de 2008

tenho agora oportunidade de usufruir da distância.....
mas não consigo!!

domingo, 13 de abril de 2008

"se te conheceres a ti próprio és feliz"

em algum dia um senhor já idoso me disse esta frase, que pretendo nunca esquecer ao longo da minha vida.... o senhor tem razão....



podes sentir-te a pessoa mais triste, mais infeliz, mas incapacitada, mais só, com imensos problemas... mas se conheceres a razão, o motivo de tudo o que esta mal na tua vida... já tens mtivo para te sentires feliz, para te considerares feliz.....

pois conheces o ponto de partida para reverter toda a situação....
costuma-se dizer:

"Cada um colhe aquilo que semeia"

e EU ?

sábado, 12 de abril de 2008

Hoje não fico em casa.....

********************************************************
pronto não fui para nenhum noitão.... mas já foi bom... jantar na cantinas.... estar com gente que já não via a algum tempo... tomar um cafezinho.... e chegar a casa pa me deitar... numa grande plenitude de sentimentos, de receios, de ambiguidades.....

sexta-feira, 11 de abril de 2008

hoje sinto-me a pessoa mais só no mundo... estou longe dos que mais gosto.... e que lá longe me esperam....
receio viver sem objectivos.... as vezes parece que só eu fico parada... sem saber por onde procurar... sem saber o que fazer...
hoje estou em casa.... e venho para aqui refugiar-me neste espaço... á procura de me sentir melhor no final... como tantas vezes o faço...
porque me dou conta que não basta ter vontade de ir.... é preciso ter alguem com quem ir... pa refugiar nos outros caminhos que opto como alternativa a este sitio...
parece que só eu.... estou aqui parada sem ter por onde buscar... porque neste momento tudo esta a concretizar talvez um dos seus objectivos.... e os meus onde estão?
sim tenho muitos..... mas tou parada.........................................................................
mais um dia que estou revoltada.....
porque é que todas as pessoas queridas, simpáticas, sensíveis, carinhosas, amigas... sofrem???
que raio de justiça divina é esta... em que os bons sofrem ... e os maus têm todas as regalias...e fazem da vida o que querem....
será que estas pessoas boas...só o são porque se transformam com o sofrimento....e por isso...manifestam alegria as outras para não as fazerem tristes>?
mas até que ponto quem sofre deve preocupar-se em alegrar os outros... não deveria ser ao contrário???
não adianta... que me mostrem bem-estar.... claro que sei o que é mostrar alegria e sentir exactamente o oposto....
e mais..... reforço o que já tenho dito......
tenho medo da exautão do sofrimento.... tenho medo da transformação final.... tenho medo da arrogância e da amarguez final......

quinta-feira, 10 de abril de 2008

deixem o arbítrio da vida por si só!!!

vivemos numa sociedade que se preocupa em prencher-nos com alguém...
mas será que só estamos bem com alguém? será que as pessoas não têm necessidade de estar sós para poder pensar no que vai no coração? não faz sentido atropelar o coração constantemente... por vezes ele também precisa de resolver o que quer e o que sente.... e para isso precisa de espaço... de tempo....
ÁS vezes parece que as pessoas acham que se aos VINTE anos não tens ninguem.... ja algo está mal ----» ficas para tia, tens alteração de personalidade....
mas será tanto assim??
as coisas que tiverem de acontecer, acontecem...

mais déjà vu's ... começo a ficar preocupada com a minha percepção...

- achas que é um aviso é?

- não sei... achas que pode ser??? mas de quê?

- eu acho que não leves isso... há coisas que são simplesmente coincidências, acasos, sem nada aparente por trás, o que tiver de ser virá sem pressas

(boa Dani)

quarta-feira, 9 de abril de 2008

Déjà vu

"Déjà vu é usualmente pensado como uma impressão de já ter visto ou experimentado algo antes, que aparentemente está a ser experimentado pela primeira vez. Essa sensação pode ser causada por um estado do cérebro, por factores neuroquimicos durante a percepção. É comum entre pacientes psiquiátricos."
(J. Alcock, 1996)

terça-feira, 8 de abril de 2008

hoje acordei com uma vontade enorme de estar contigo....
não me deixes fugir....

domingo, 6 de abril de 2008

Obrigada Ana João...

"em algum dia... de alguma maneira... algo virá... na tua direcção... e verás..."

sexta-feira, 4 de abril de 2008

Porque às vezes fazemos de tudo para nos divertirmos, mas não conseguimos...
e ainda acho que basta ser vivo para ser feliz!!!
sim hoje procurei ser feliz, mas mais uma vez não consegui.....

(agora quando leio, não percebo o que queria dizer com isto... pronto estava com uma ligeira alcolémia no sangue!)

quarta-feira, 2 de abril de 2008

A abelha vadiante.......

bem...hoje não quero desabafos... hoje não me apetece pensar... hoje não quero te quero dar importancia....hoje apetece-me contar uma história: a História de uma abelha Vadiante...
era uma vez uma abelha que foi morar para uma colmeia na companhia de mais três abelhas e quatro zangões.... ai que abelha timida que era....
ficava corada assim que um dos abelhões a abordava... quer com a sua linguagem quer com rituais ou gestos...
muitas festas ocorreram naquele local de tanto mel... muitos momentos felizes...tristes...deprimentes lá se geraram...
foram muitos os animais que por lá passaram a convite das abelhas........
foram um grupo de oito abelhas juntas no acaso que se fizeram felizes...
mas, com o tempo tudo começou a ligar-se aos seus objectivos pessoais...e aquele ambiente de grande cumplicidade foi cada vez se atenuando mais... contudo, grandes amizades foram lá construídas... que se fortaleceram cada vez mais com o tempo...
a abelha vadiante deixou-se mostrar verdadeiramente como é, como pensa, como se sente...
CHEGOU o dia... e a abelha precisou de mudar de vida...
por mil e um motivos teve necessidade de considerar o que poderia ser melhor para si...
estar ali naquela colmeia ou sair À procura de outras....
o fim da história ainda não o sei....
mas espero que a abelha seja feliz e que encontre tantos amigos como aqueles que construiu durante esse tempo...
AH esqueci-me de dizer... já de lá tinha saído uma abelha... e outra acompanhou a abelha vadiante..... restam lá cinco abelhas.....
prometo um dia contar o final desta história...... :)

... sensibilidade valorizo-a

talvez seja o que te está a faltar... mostrar a sensibilidade que tens sem medo!
hoje descobri que são muitas as pessoas que ainda não se conhecem tão bem... e fico feliz por ter oportunidade de as conhecer... pessoas sensíveis... pessoas que pensam e sentem coisas semelhantes às minhas ainda que talvez em contextos diferentes...
e tal como, também, eu penso são pessoas que vivem no receio de se tornarem como tu, demasiado desconfiadas, calculistas, egoístas...
porque muitas vezes desfarçamos o que estamos a sentir com o bom humor...mas por detrás disso constrói-se um ser do qual tenho medo...

terça-feira, 1 de abril de 2008

amanhã conto uma história....

que raio de dias este que passei..... sem tempo para mim...sem tempo para sentar e pensar na vida.....
Tenho MEDO do que ainda possa vir daqui para a frente.... mas por enquanto tudo me parece a correr como esperava...
sim.... MUDEI DE VIDA...

quinta-feira, 27 de março de 2008

ACREDITA... CRÊ....

que os teus sonhos um dia serão realidade.........

quarta-feira, 26 de março de 2008

Um dia... confronto-te com o que realmente penso de ti...
chega de pensar e falar sem te dizer o que penso...
tenho de te alertar... já muita gente o deve ter feito...
mas também o quero fazer....
o facto de teres sofrido não te dá o direito de fazer sofrer...
e depois ainda te confronto com a tua necessidade de apoio, atenção e opinião... e de resmungares quando te deixamos a atenção 5 segundos... parece-me que pensas que só tu tens problemas, só tu sofres, só tu precisas...
e os outros também não precisam de ti??? (fazes-me sentir uma amiga de ocasião)
tens esse aspecto de independencia e de que se desenrrasca só, mas até mais de que nós, tu precisas de alguem, e depois ainda insistes em mostrar que não....
ADMITE que precisas, procura sempre que precisasres... mas deixa que te procurem.
DEIXA-TE de relações superficiais...
DESAMARRA-TE da desconfiança que tens de ti e que tens em relação aos outros e a tudo o que acontece... DEIXA-A para trás, não permitas que a tua personalidade se vinque nesse sentimento...
deixa-te ENVOLVER... Acorda para VIVER...
pode ser novamente a tua vez... não a deixes fugir, a VIDA dá sempre uma nova chance de felicidade....
E TU MERECES essa felicidade.....porque no fundo há dentro de ti uma pessoa sensível... sonhadora...
(texto confuso, mas é como tu... dificil de perceber)
cada vez sinto mais.... fico triste com isso...
como as coisas todas mudam.... é bom que mudem...
é sinal que todos evoluímos...mas,
as saudades de tudo passado são cada vez mais apertadas....
o que também não é mau... pois,
revelam que foi demasiado importante e bom.........

por isso estou numa de aproveitar até à estagnação... até onde der....
e depois será a minha vez de mudar...
sim...também eu quero mudar!!

terça-feira, 25 de março de 2008

segunda-feira, 24 de março de 2008

hoje li uma mensagem que recebi à um mês atrás....
obrigada Käti....

"A vida é aquilo que fazemos dela, de que adianta chorar quando podemos sorrir, de que adianta sofrer quando podemos viver, por isso nao adormeças nunca na tristeza, adormece e acorda cada vez mais forte, pronta pa lutar por mais. "

domingo, 23 de março de 2008

Felizes os que acreditam sem terem visto

hoje, entrou pela nossa porta.... trazendo benção e deixando:

" Oito dias depois, estavam os discípulos outra vez dentro da casa e Tomé com eles. Estando as portas fechadas, Jesus veio pôr-se no meio deles e disse: «A Paz esteja convosco!»
Depois disse a Tómé: «Olha as minhas mãos: chega cá o teu dedo! Estende a tua mão e põe-na no meu peito. E não sejas incrédulo, mas fiel.»
Tomé respondeu-lhe: «Meu Senhor e Meu Deus!»
Disse-lhe Jesus: «Porque me viste, acreditaste. Felizes os que crêem sem terem visto!»"
Jo 20,26-29


PÁSCOA Feliz!

23 de Março


antes de ser um dia de Páscoa
é o teu dia
dia que tu nasceste

dia que tu comemoras-te durante 77 anos
dia que recordo fazer-te companhia
dia em que a minha mãe te fazia um bolinho
e te levava à noite quando chegava a casa

e tu julgavas um dia como outro qualquer
mas para mim não o era nem nunca será.

pela primeira vez
sei que não posso estar contigo
dar-te um beijo,
mas sei que estás comigo...


hoje senti ainda mais que em todos os outros dias........ senti tanta, tanta saudade......
queria ter-te ao pé de mim......queria ver o teu sorriso.......queria ouvir a tua voz......
queria sentir o teu OLHAR TERNO, TRANSMISSOR DE TRANQUILIDADE..........

queria ouvir-te dizer o meu nome.....da forma que tanto me habituas-te......
Ai que falta sinto de TI...
demorará muito tempo o encontro??
ÁS vezes quero que dure pouco. outras vezes quero que daqui a muito tempo.
(saudade, avó)

sábado, 22 de março de 2008

e entra mais uma.......

sim....mais uma cheia de cores.... verde, amarelo, azul, rosa, violeta.......
sim... mais uma cheia de sons... pássaros, grilos........
sim... mais uma cheia de perfumes ... flores.................
sim... mais uma cheia de movimento ... borboletas, andorinhas, folhas........

SIM.... chega mais uma PRIMAVERA....

não sei porquê...mas a magia das cores, dos perfumes, dos ritmos ...

gera o encanto
faz...
valorizar amizades
nascer e renascer amor
manifestarem-se paixões
...

comparo por vezes A PRIMAVERA ao nós...
na Primavera... tudo se desabrocha, tudo se manifesta
as flores abrem, os passaros voam, as arvores enfolham-se,
os bichos, os insectos manifestam-se
PARECE que perdem o medo de se mostrarem, de se abrirem, de se manifestarem...
TALVEZ seja esta coragem da Natureza... que encoraje o ser humano...
que o faça abrir, aproximar, valorizar, expressar
junto das pessoas que mais gostam... que mais estimam....




quinta-feira, 20 de março de 2008

terça-feira, 18 de março de 2008

o mistério da arte....

acredito que tudo o que se cria tem uma razão de ser...
qualquer pessoa capaz de criar é uma pessoa que tem sentimentos...é uma pessoa que os valoriza... e que encontra na criação a forma de escapar...a forma de os manifestar...

admiro o músico, admiro o poeta, admiro o pintor...
todos eles criam uma arte... mas essa arte baseia-se no mesmo...
sentimentos... sim sentimentos...
pessoas sensiveis... pessoas sentidas... pessoas vividas...

não sou capaz de produzir arte...
mas sinto e vivo a arte...
toda ela tem uma fonte de inspiração...

consigo ouvir uma musica e identificar-me com ela...
consigo receber uma musica e identificar-te com ela...

cria a beleza que sentes... mas não deixes que o sentimento fique nessa beleza...
desabrocha o que sentes... mostra o que sentes... divulga o que sentes...

quarta-feira, 12 de março de 2008

fazer o mesmo?

sinto muito triste por saber que pessoas que muito estimo... se calhar não me estimam a mim... e nem se preocupam se estou ou não bem.... ignoram-me mesmo quando as procuro...

fazer o memso? achas que seria correcto?


na verdade, dá vontade de fazer o mesmo... porque talvez fosse a melhor forma de recompor toda a revolta que sinto.......... mas, fazer o memso, era por outo lado, descer ao nível que tanto critico........................


não sei o que fazer..................
ignorar não................ mas não procurar mais sim...
pois se procuro a precisar, ainda fico a precisar mais..............

...

...

...

tavez me procurem... e depois não sei que faça...........
expor talvez isto que sinto..............

terça-feira, 11 de março de 2008

egoístas ----» centrados no seu mundo «----- revoltam-me

não compreendo....
que raio de pessoa és se só pensas em ti, no teu bem estar, na tua boa sanidade mental?
ainda me pergunto..... terás sanidade mental???

mas, não penses que me roubas a minha com essas atitudes de animal.... de quem só pensa na sua sobrevivência... de quem passa por cima de sentimentos.... só com o unico objectivo de satisfazer o seu desejo e ambição....

pareço zangada... e realmente talvez o esteja muito....

revolta-me ver que existe alguem que é capaz de ignorar o outro que se desponibilizou sempre a ouvir, a dar opiniões... esta pessoa que se disponibiliza muitas das vezes precisa de alguem que se disponibilize para si.... mas mesmo nessa necessidade consegue atenuá-la não sei bem como.... se esse ALGUÉM ignora..............

que valorizas nesta vida??? estar só neste mundo onde existem tantas pessoas boas, que nem mereces???
pensa no que realmente dás valor na vida!!!
medo???
medo de mostrar o que valorizas, só para que o outro não saiba que valorizas???
isso não justifica nada.......................

COBARDE ...................

segunda-feira, 10 de março de 2008

O exercicio do silêncio é tão importante quanto a prática das palavras.

deixa-me ser...

porque não recebes uma pessoa que te escuta?
porque não aceitas que também precisas de alguem que te ouça?
porque queres companhia e logo depois ignoras?
porque chamas e não dizes nada?
porque não contas o que tens vontade de contar?
porque vens ao encontro e logo depois foges?

sei que precisas de alguem...

...

domingo, 9 de março de 2008

é bom quando percebemos que temos pessoas que nos gostam... que se preocupam com o que estamos a sentir... que nos ajudam e procuram alegrar-nos com um olhar terno, um sorriso doce, uma carícia delicada, um beijo sentido....sim... é esta a maior sorte que podes atingir...agradecer... não é uma questão de educação... é dar o feedback... de quanto pa nós isso é importante...