Páginas

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Puro Lazer... Puro Prazer...

[Elevador da Glória]

É preciso saber desfrutar. Saber olhar e explorar o que está ao alcance. Tirar cada sensação como única e magnífica. Viver simplesmente o que há para viver neste momento. Assim transformo a minha vida num conjunto de prazeres.
Sabe bem ainda, quando por perto temos quem partilhe dos mesmos gostos e vontades.

Dani.
E adorei a foto...
Obrigada.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

"Quanto mais tempo passamos sozinhos, mais isolados nos sentimos, e mais difícil se torna ligarmo-nos às outras pessoas. Durante esse período negro começamos a remover todas as coisas que nos fazem sentir isolados e deprimidos. Quanto mais nos sentimos isolados e deprimidos, mais isolados e deprimidos nos tornamos. Começamos a ver desconsiderações onde elas não existem. (...) quando nos sentimos deprimidos vemos somente o lado obscuro de tudo e de todos. É algo que simplesmente não conseguimos evitar."


(Em O Inferno de Alice por AliceJamieson)


Muitas vezes vou para casa triste, talvez deprimida. A única vontade que levo é de me isolar ou manter isolada de tudo e de todos, com plena inconsciência de que me estou a entristecer e deprimir ainda mais. Saio do trabalho e apanho o metro com um olhar vago, passando por centenas de pessoas que olho sem olhar e que desconheço mesmo podendo até conhecer. Não. Não quero ficar cada vez mais triste, isolada e deprimida. Afinal, não estou rodeada de amigos?
Ainda me lembro desta vontade há dois meses atrás e que fui contrariando com saídas e fins de semana bem passados junto de amigos... E agora, o que se passa contigo Bárbara? O que mudou ? Como deixaste tu de reagir ao que te entristece? Como podes deixar que a tristeza, o isolamento e a depressão tomem conta do teu espirito de alma alegre, sempre bem disposta, sempre pronta para si e para o outro? Onde anda a vontade de viver a vida Bárbara? Tens este fim de semana para voltares a usar estratégias de copping tão bem sucedidas até então?
Sim escreve, escreve muito! Sei que te faz bem!

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

SURPRESA boa !

Eu e a Inês vamos ser coleguinhas de trabalho. :)
Tão bom, quando pensamos que há um ano atrás íamos as duas fazer noite (estágio) para o IPO de Coimbra enquanto os nossos amigos se iam divertir para a última noite de queima das fitas 2009.
E hoje, novamente moramos na mesma casa, e agora em vez de fazer noites, vamos fazer manhãs no IPO de Lisboa. :)

Boa Sorte :)

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Não consigo estar assim.

Penso e repenso nas coisas da vida simples e fáceis, como se a minha vida estivesse rodeada de muitos problemas. Sinto que tenho qualquer coisa dentro do meu peito que me faz mesmo sentir mal disposta... fico com uma sensação de afrontamento... não sei descrever muito bem... Estou com as tensões acumuladas.... ai que nervos....

Felizmente é tudo tão simplificado [e ainda bem, agradeço] e assim como estou agora complico tudo.
E Sinto-me mal, por complicar...
Quando há minha volta há gente mesmo a passar momentos difíceis e complicados.

Que não hajam muitas vezes dias vazios como o de hoje.
Pois todos os dias acordo com a sensação de pilha carregada, cheia de energias e acções para realizar no meu dia, até mesmo quando durmo poucas horas.
Gosto de chegar a casa realizada por tudo o que fiz no decorrer de cada dia meu... ou se não chegar realizada pelo que fiz, que tenha pelo menos cometido muitos erros e falhas, mas que possa chegar a casa no final de um dia e poder reflectir sobre o que posso mudar, sobre o que posso fazer melhor... para crescer e construir-me cada vez mais....
Não tenho a culpa de ser jovem e de querer fazer, aprender e conhecer tudo.

E desta forma, chego a casa e não consigo ver nenhuma utilidade no meu dia...
Não consigo ir buscar uma razão de vida num dia assim, é como se não estivesse cá a fazer nada.

E pronto já cá tou a pensar e a complicar, não sei bem o quê, quando muita gente gostava de estar no meu lugar... e vou parar por aqui e dar um salto à casa de banho a ver se me saltam algumas ideias, que me andam a perturbar desde o fim de semana. Isto de ser jovem adulto .........

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Que vontade de agarrar o fim de semana !!!

Adoro os fins de semana aqui por Lisboa.
Há tanto para conhecer, para fazer, para conviver, para VIVER.
Que me compreendam os meus pais, assim o espero :) ...
Que morrem de saudades de mim...
e eu deles apesar de a atenuar com toda esta vivência.

Para a semana que aí vem, espero-vos aqui ...
e vou morrer nesse fim de semana só para me dedicar a vocês os dois
que tanto AMO.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Segredo Aberto

Todos os dias passo por um ou outro colega, por um ou outro conhecido:
- "Olá, então ta tudo bem?!"
- "Tá, tá tudo bem. E contigo?!"
- "Também... até logo."
- "Até logo."

Mas estará mesmo tudo bem comigo? E contigo estará tudo bem?
Todos nós temos no dia-a-dia um ou outro problema, medo, incerteza...

Mas limitamo-nos a dizer que está tudo bem.

Acredito que não estejamos a esconder nenhum segredo da nossa vida ou algum aspecto que não queremos partilhar. Conscientemente achamos que, a pessoa que nos pergunta se está tudo bem, estará à espera de uma resposta afirmativa e sem tempo para ouvir toda a história que nos perturba. Acabamos mesmo por menosprezar o que nos interpela constantemente.
Mas até que ponto é que este problema, esta inquietude é um segredo para o outro? Até que ponto ele não conhece o que nos perturba?
Afinal, todos passamos pelo mesmo processo de crescimento, afinal todos sentimos medos, desejos. Afinal o que sentimos, também o outro sente ou já sentiu semelhante.
Afinal não somos só nós que temos medo de estar sós. Não somos só nós que temos problemas amorosos e familiares. Não somos só nós que cometemos aquele erro? Não somos só nós que perdemos pessoas queridas? Não somos só nós que temos problemas de dinheiro? Não somos só nós que estamos doentes? (...)



[subjectivando na obra de Elisabeth Lesser em "Renascer das Cinzas. Como os tempos difíceis nos ajudam a crescer"]

sábado, 7 de agosto de 2010

Ai, Ai Daniela...

o que vale tu és uma rapariga de garra e vai correr tudo bem...

Estás neste momento sobre o efeito de uma anestesia geral, depois de um dia inteiro em triagens, exames e mais exames de diagnóstico e de rotina...

Sei que emocionalmente estas muito frágil, pensas em toda a familia, amiga e familia que estavam contigo de férias, porque achas que estas a atrapalhar a vida de todos, mas olha que tens é de te preocupar em ficar bem, concentrar todas as energias no teu pós-operatório. Ainda te esperam 10 dias complicados, mas vai tudo correr bem. Estou a torcer por ti*


Amanhã vou ter contigo e levo as tuas coisinhas, para te sentires mais confortável.

Aposto que vamos passar o dia todo a rir das parvoíces do costume... tal como hoje em todas as salas de espera...

[Nós e as parvoíces do Santo António]

E depois quando estiveres em casa e sem talas, havemos de ir à praia na mesma, eu tenho um guarda sol onde podes passar o dia inteirinho, que eu deixo... ta feito...

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

É bem difícil conseguir satisfazer um ser humano!

Tudo se queixa.

Até eu.